16 dez 2003 - 13h43

Atlético recebe Top de Marketing da ADVB

Ampliar a torcida no interior do Paraná, formar novos atletas e alavancar a imagem do Clube Atlético Paranaense no exterior foram os três pilares básicos do case “Clube Atlético dos Paranaenses”, vencedor do prêmio Top de Marketing – ADVB 2003. Este é o segundo Top de Marketing do Atlético Paranaense, que já havia sido premiado em 1999. Ambos foram desenvolvidos pela Duet Marketing.

O diretor da Duet, Nelson Fanaya Filho, diz que o atual case foi desenvolvido com base na filosofia de trabalho que o clube vem colocando em prática há pelo menos oito anos. “Os resultados deste projeto mostram que o Atlético está no caminho certo”, afirmou o presidente do clube, Mário Celso Petraglia. Exemplo disso é a pesquisa do Instituto Datafolha, realizada em dezembro de 2002 que constatou o aumento da torcida em várias cidades do Paraná. No interior, a pesquisa mostrou que o Atlético possui 53,84% dos torcedores enquanto o segundo colocado aparece com 30,76%. Já na Capital, o índice de torcedores do CAP é de 52,63%, enquanto o segundo colocado tem 36,84%.

As Escolinhas de Futebol e a preparação de atletas e técnicos estrangeiros também contribuíram para o crescimento do clube paranaense. As escolinhas, segundo Fanaya, dão oportunidade a crianças e jovens de todo o Estado de iniciar a prática do futebol com orientação profissional. “Todas aplicam a mesma metodologia científica desenvolvida pelo Atlético e ao mesmo tempo disseminam o amor pelo clube”, explicou. Hoje são atendidas 1.600 crianças e até 2004, este número deverá saltar para 4.000.

A formação de atletas e treinadores estrangeiros também é outro exemplo bem sucedido no Atlético. Todo o trabalho é realizado no Centro de Treinamento Alfredo Gottardi, mais conhecido como CT do Caju. Com o apoio de profissionais especializados nas mais diversas áreas –psicólogos, nutricionistas e sociólogos, entre outros- jovens realizam treinamentos para que se tornem profissionais. “Já somos atualmente um celeiro de novos talentos”, diz Petraglia.

Todos estas ações tornaram o Atlético uma referência nacional em infra-estrutura, patrimônio e qualidade de trabalho. A Arena da Baixada é considerado estádio modelo pelo Ministério dos Esportes, jogadores formados pelo clube são constantemente convocados para atuar na Seleção Brasileira, jovens da Coréia, Japão, Estados Unidos, Angola e Croácia fazem trabalho de integração e profissionalização no CT do Caju, que também é utilizado para treinos pela Seleção Brasileira.

O sucesso desses programas está levando o Atlético a ampliar as estruturas do CT do Caju para atender as seleções internacionais e ser mais uma fonte de receitas para o clube paranaense. “Queremos estar entre os cinco maiores clubes brasileiros”, promete Petraglia.



Últimas Notícias