27 jan 2004 - 11h10

Resumo dos jornais desta terça-feira

Mário Sérgio pede demissão caso Adriano retorne – “Veja bem. O Adriano é um excelente rapaz, um grande profissional, mas eu não tenho nada contra ele. Ele me procurou e disse que não continuaria mais no clube e que tinha acabado o ciclo dele no clube”, voltou a dizer o treinador atleticano. De acordo com Mário Sérgio, o jogador não deverá voltar atrás no que disse. “Não fui procurado novamente, nem cabe isso, porque ele já definiu seu futuro”, continua. (Leia mais).

 

Eu ou ele – “Comigo ele não joga. Ele disse para mim que não queria mais jogar no Atlético, que tinha acabado o ciclo dele no clube. Palavra de homem é uma só. O que não pode é quebrar todas as normas de pré-temporada e querer jogar agora. O grupo todo está trabalhando, preso, há quatro semanas, e ele estava passeando. Se tiver que escalá-lo, peço demissão e vou embora”, afirmou o treinador. (Leia mais).

 

Atletiba para ter Adriano – O Atlético-PR não admite perder o meia Adriano para o rival Coritiba. É um Atletiba antecipado, já que as duas equipes se enfrentarão no próximo domingo, no Estádio Couto Pereira, pelo Campeonato Paranaense. (Leia mais).

 

E o Adriano? – O procurador do meia Adriano, Luís Taveira, descartou ontem uma possível transferência do jogador do Atlético para o Coritiba. “Não existe nenhuma possibilidade disso acontecer”, afirmou, em entrevista à rádio CBN. “Se ele tiver que sair, com certeza será para fora do Estado ou para fora do País”, declarou. (Leia mais).

 

Atlético defende a liderança contra Malutrom e Coritiba – O líder deve repetir o mesmo time das duas primeiras partidas. O atacante Ilan, que havia saído no intervalo do jogo com o Francisco Beltrão, fez exames ontem e não foi constatada nenhuma lesão muscular. Com isso ele está liberado para participar da partida. O mesmo acontece com Rodriguinho, que também saiu do jogo por dores musculares. (Leia mais).

 

Mário Sérgio quer contar com três reforços, amanhã – Mário Sergio disse, após a partida contra o Francisco Beltrão, que o seu time teve um ótimo desempenho e atribuiu o resultado a excelente marcação e a disciplina dos seus jogadores. “Mais do que o placar, o importante foi a equipe ter mantido o equilíbrio, a marcação e a disciplina tática”, afirmou. (Leia mais).

 


Últimas Notícias