16 fev 2004 - 12h31

Veja a avaliação do colunista Erick Raifur

O colunista Erick Raifur assistiu ao jogo contra o Iraty pessoalmente, juntamente com alguns atleticanos iratienses: Alexia, Carolina, Juninho, Eto, Claudia, Renata, Isaías, Marcela e Rodrigo. Confira sua avaliação do time rubro-negro:

Cléber: Não se assombrou com a responsabilidade de substituir Diego. Fez boas defesas e não teve culpa no gol que levou. Nota: 6,5.

William: Quase um ponta-direito no primeiro tempo. Na etapa final, deslocado para a meia, melhorou de produção. Criou algumas jogadas, ajudou na marcação e quase fez um golaço. Está se tornando uma importante peça tática. Nota: 7.

Igor: Foi bem na sua função primária de fortalecer o jogo aéreo defensivo. Fez o gol em jogada de oportunidade, mas com algumas subidas desnecessárias no segundo tempo. Nota: 6,5.

Rogério Corrêa: Regular. Não deu espaço para os atacantes adversários e soube guardar melhor sua posição, desta vez. Nota: 6,5.

Marcão: Mostrou raça e determinação. Participou dos lances que originaram os gols e ajudou na marcação. Se adonou da faixa lateral do campo. Entretanto, precisa melhorar o domínio de bola em velocidade. Nota: 7,5.

Ramalho: Volante no primeiro tempo, foi deslocado para a zaga e “colou” num veloz atacante do Iraty, acabando com as pretensões de reação do “Azulão”. Limitou-se a marcar e a utilizar o porte físico para proteger as saídas de bola. Nota: 6.

Alan Bahia: Correu bastante, apesar do forte calor e do gramado um tanto alto. Também se limitou a marcar. Porém, exagerou um pouco no número de faltas. Nota:
6.

Jadson: Participou das jogadas que originaram os gols. No primeiro e no segundo gol, fez duas assistências primorosas. Mas o Iraty conseguiu encaixar a marcação nele no final do primeiro tempo, e passou a sumir na partida. Saiu por opção tática e para ser preservado. Nota: 7.

Fernandinho: Não esteve bem no primeiro tempo, mas melhorou na etapa final, deslocado para o ataque. Perdeu uma grande oportunidade de marcar no final da partida. Porém, não fugiu do pau em momento nenhum. Demonstrou bastante raça e vontade. Nota: 6,5.

Ilan: Não estava em um dos seus melhores dias. Fez duas boas jogadas, mas não conseguiu concluir devido a jogadas fortuitas dos zagueiros, que tiraram em cima da linha. Substituído por opção tática. Nota: 6.

Washington: Excelente senso de posicionamento e presença de área. A bola caiu três vezes em seus pés. Fez dois gols e “ajudou” Igor a fazer o terceiro. Atua bem como pivô e sempre ajudou nas jogadas aéreas defensivas. Nota: 8.

***

Bruno Lança: Jogou o segundo tempo como cabeça de área. Ajudou a congestionar o meio-campo e “matar” o jogo, já praticamente ganho no primeiro tempo. Nota: 6.

André Luiz: Não foi tão bem como no jogo contra o Paraná Clube. Ficou mais na marcação, mas chegou ao apoio algumas vezes. Nota: 6.

Renna: Ótima movimentação. Correu bastante, tentou armar jogadas e partiu pra cima da zaga do Iraty com muita gana. Nota: 6,5.

Mário Sérgio: No intervalo, já estava com a cabeça nas finais do Paranaense e no extenso Campeonato Brasileiro desse ano. Por isso, transformou o segundo tempo do jogo num “coletivo” para testar opções táticas com os jogadores do grupo, visando principalmente ao Brasileirão. A equipe passou do 4-4-2, para um 3-6-1, e depois 3-5-2. Tem o grupo na mão e o mantém disciplinado. Nota: 7.

Torcida: A Fanáticos estava presente e não parou um minuto. Os atleticanos locais também mostraram grande animação. Nota: 8.

Erick Raifur
Colunista da Furacao.com
Entre em contato

Veja mais:
Veja a avaliação do colunista Juarez Villela



Últimas Notícias

Brasileiro

Saudades do ex? Por aqui, não.

Pela terceira rodada do Brasileirão, o Athletico foi até Porto Alegre para enfrentar o Grêmio de Tiago Nunes. Surpreendente na escalação, António Oliveira iniciou o…