23 fev 2004 - 10h47

Fala: ‘Atleticano até morrer’

O advogado Milton Cunha Neto, de Recife, conta a história de como virou atleticano, em 1999. Confira um trecho da coluna publicada hoje na seção “Fala, Atleticano”:

“Não por acaso, quando morava em minha cidade natal, em 1999, via pela TV um jogo entre o Furacão de Lucas, Kelly e Adriano se classificar para a Libertadores, no torneio seletivo, enquanto esperava, na ante-sala do pediatra, para ser atendido, em plena quarta-feira à tarde.”

Clique aqui para ler o texto na íntegra.



Últimas Notícias

Brasileirão A1|Opinião

NEM 8, E NEM 80

O título do que será relatado abaixo, resume muito o sentimento desse ilustre torcedor quem vos escreve.   Na noite de ontem o Furacão entrou…