O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
27 abr 2004 - 17h45

Caráter rubro-negro

“Meu Deus, por favor, ilumine a cabeça desses dirigentes e das pessoas de voz ativa do Atlético”, é o que eu mais peço no momento!

Caramba, notei que o Atlético ao longo desses anos vem sofrendo uma grande mudança. Que Beleza ter se transformado em um dos maiores patrimônios do esporte brasileiro, que beleza ter sido campeões brasileiros, que beleza ter uma casa nova, ainda mais desse jeito, a melhor do Brasil, que maravilha ver a camisa rubro negra guardada e assegurada por mil anos. Nossa quanta coisa boa!

Mas uma outra mudança também está ocorrendo e essa não é nada maravilhosa, por sinal acho que acaba destruindo todas as demais virtudes, essa mudança se chama “caráter atleticano”.

Nós Atleticanos sempre fomos rotulados pelo fanatismo, pela euforia nas arquibancadas e principalmente pela garra, coragem e paixão pelo rubro negro.

Agora vejo que estes torcedores ainda existem, porém corrompidos sei lá pelo o que (hehehe, engraçada essa frase né?) engraçado nada, eu vejo que agora ser atleticano significa ser “playboy”, significa ir para baixada bater papo com os camaradas, tomar umas beras e não ter a menor importância o resultado e a apresentação da nossa camisa-bandeira em campo, o que importa é dizer que vai para a Arena, é, isso virou modinha, lá tudo é novinho, lá tem praça de alimentação igual de shopping, ali está a nata, ali é a elite e do que adianta tudo isso?

Adianta em dar oportunidade para corruptos colocarem suas idéias em prática, significa vender o rubro negro para patricinhos e patricinhas que fazem da baixada ponto de encontro nos finais de semana.

O verdadeiro caráter rubro negro, aquele que ia para o pinheirão sem muitas esperanças táticas e técnica, mas sim com um enorme coração vermelho e preto pronto para explodir e tremer as arquibancadas. Mesmo vencendo ou perdendo eram eles que estavam lá todo jogo, toda fase, toda a história, sempre apoiando e levantando o Clube Atlético Paranaense.

Com o crescimento do clube, veio o crescimento de torcedores, com isso, vieram os aproveitadores e resolveram selecionar o publico da Arena, claro, pra que colocar essa ralé lá dentro, segundo pesquisas a massa de jovem de classe média-alta no Paraná, na grande maioria é atleticana, devido ao excelente crescimento sofrido durante esses anos e a ajuda de nossos rivais terem sido motivo de piada, então está aí a oportunidade, mas como vamos fazer isso? Fácil, vamos encher de cadeiras o estádio, vamos fazer uma grande propaganda, entramos de cara na venda de pacotes e ao longo do tempo vamos completando os espaços vazios deixados sei lá por quem!

Pelo que tenho notado realmente todas as pessoas que compraram o pacote até agora, não sabe nem o que é pegar um interbairros 2, muito menos valorizar o que há de mais importante no nosso clube que é a Raça rubro negra, para eles ir a baixada é fazer média e se encontrar com os bacanas.

Eu, você e os Senhores na qual, antes da minha existência já estavam incentivando o Atlético estamos de fora dessa galera, nossa garra, nosso amor, nossa paixão pelo atlético não tem o valor de trinta reais de entrada, mas os plyboy’s tem, então são eles que merecem desfrutar de todo nosso suor, de toda nossa coragem.

Vocês dirigentes que lá no fundo ainda se importam pelo Atlético é que eu peço ajuda, que vocês lembrem de suas raízes, parem e pensem o que é o atlético, não façam igual a eles que proibiram negros de jogar em seu clube, por isso são chamados de coxa-branca, agora vão proibir a classe média-baixa de irem ao estádio, tem um outro nome para vocês, na qual não tenho como escrever essas palavras.

Eu sou um Engenheiro Mecânico, na qual meu título pode interessar ao novo tipo de torcedor do Atlético, mas as minhas raízes não permitem deixar o meu camarada atleticano (verdadeiro atleticano) de fora dessa, se eles não estão nesse time, eu também não!

Essa é a mensagem de um atleticano de apenas 25 anos, sem noção de escrever um artigo e modos de chamar atenção com frases bonitas, porém escrevo com o coração e com a saudade daquele tempo que não tínhamos nada, apenas o CARÁTER ATLETICANO.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Obrigado, Alberto!

Alguns vão julgar, “Cedo demais”… Mas para mim, já Deu!!!! Alberto Valentim: O LATERAL DIREITO, jamais será esquecido e estará entre os maiores camisas 2…