21 jul 2004 - 15h26

Opinião de Juarez Villela Filho

Leia abaixo a opinião de Juarez Villela Filho sobre a entrevista coletiva do técnico Levir Culpi após a vitória sobre o Fluminense:

Ao ataque
por Juarez Villela Filho

Não, não descreverei aqui se minha preferência é Washington e Dago, Dago e Ilan, nem se é este e o primeiro. Nem tampouco se acho que os três podem jogar juntos. Ainda não entendi o ataque de nervos de nosso sempre calmo comandante Levir Culpi.

Acho inclusive que ele está sendo injusto, visto que a imprensa local adora venerar quem é da terra, às vezes em excesso. Críticas, quando fundamentadas, são um importante instrumento de aperfeiçoamento. Ou é à toa que tantas empresas disponibilizam serviços de atendimento ao consumidor, para dirimir dúvidas e principalmente buscar soluções para os problemas apresentados?

Levir queria ser elogiado por colocar o time na retranca contra o frágil Paraná Clube, só porque o jogo não era na Baixada, mesmo nossa torcida sendo maioria no gélido e mal acabado Pinheirão? Ou que ficássemos felizes, assim como ele ficou, em empatar num jogo completamente frio contra o então líder Palmeiras, em casa?

Queria que achássemos normal enfrentar um dos times de melhor retrospecto em casa como o Internacional, com um insólito esquema de três zagueiros, três atacantes, dois laterais e apenas dois meio de campo? E as substituições então! Terminados o jogo com dois laterais direita (Raulen e Pingo), dois laterais esquerda (Marcão e Ivan) e com o solitário Alan de volante.

O torcedor pode ser passional, apaixonado, até mesmo um tanto cego, mas burro não é. Enquanto as soluções para os problemas durante a partida forem Ivan, Igor ou William, o distinto público vai vaiar mesmo. Ontem na Baixada, a aposta era ver quantos minutos o Fluminense levaria para fazer o gol após a entrada de nosso zagueiro. Foram 15 minutos.

Ah se ele colocasse o time tão no ataque como fez verbalmente com a imprensa…

Juarez Villela Filho
Colunista da Furacao.com.

O conteúdo da opinião acima é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não expressa necessariamente a opinião dos integrantes do site Furacao.com.

Entre em contato com o colunista.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…