26 ago 2004 - 19h55

Opinião de Sérgio Tavares Filho

Sem espírito
por Sérgio Tavares Filho

Parecia um filme bem roteirizado. As atrizes brilhavam em quadra e animavam os espectadores, já confiantes na conquista do Oscar. Dois sets a zero para o Brasil contra a Rússia. Dois a um. 24 a 19 para o Brasil e match point. Acabou? Que nada. As russas viraram e estão na final olímpica.

Foi uma partida para se gravar e mostrar em palestras de auto-confiança: "Como perder o que já estava ganho". Não há desculpas para Fernanda Venturini, Virna, Érika e para a fechada Mari. O que elas fizeram em Atenas na tarde desta quarta-feira vai demorar para sair da cabeça dos brasileiros.

Nunca se deve menosprezar o adversário, mesmo com uma ampla vantagem. Exemplos como Brasil e Argentina, na Copa América, Paraná e Santos, na Sul-Americana e do basquete masculino dos Estados Unidos devem fazer parte de qualquer preleção.

Ter confiança é uma coisa. Ser soberbo e empinar o nariz é outra. "Ace" da humildade.

Sérgio Tavares Filho é colunista da Furacao.com. Clique aqui para ler outros textos de sua autoria.

O conteúdo da opinião acima é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não expressa necessariamente a opinião dos integrantes do site Furacao.com.

Entre em contato com o colunista.



Últimas Notícias

Opinião

O Furacão voltou

Não podia ser num jogo qualquer… Nosso retorno para casa tinha que ser numa semi-final de Copa do Brasil, contra o badalado e protegido Flamengo,…

Sul-Americana

Confira como ir ao Uruguai

Logo após a classificação diante do Peñarol pelas semifinais da Sul-americana 2021, a enorme procura dos torcedores pelas passagens aéreas de Curitiba a Montevidéu acabou…