19 set 2004 - 23h19

Cruzeirenses reclamam da arbitragem

O choro é livre. Talvez por isso ou para justificar mais uma derrota por goleada em casa, os cruzeirenses não pouparam críticas à atuação do árbitro paulista Paulo César de Oliveira, integrante do quadro da Fifa. Para eles, Paulo César contribuiu para a derrota do Cruzeiro e ajudou deliberadamente o Atlético a vencer.

O mais incisivo nas críticas foi o goleiro Artur, que chegou a fazer acusações gravíssimas. "Até a hora que o seu Paulo César entrou em campo, estava 1 a 0 para nós. A partir do momento em que ele apitou para o Santos não se distanciar do Brasileiro, o jogo ficou difícil", afirmou Artur, defendendo uma teoria de que supostamente existiria um movimento para deixar a disputa do campeonato equilibrada.

O técnico Marco Aurélio também ficou nervoso. Logo após o gol de empate do Atlético, o treinador acusou: "parece que vem armado. Tinha três jogadores impedidos. Eu estava bem na linha", disse ele, referindo-se ao lance em que Sorín cometeu pênalti em Washington. Ao final do jogo, Marco estava mais calmo, reconhecendo a superioridade atleticana.

As reclamações não foram apenas dos atletas e da comissão técnica. O presidente do clube, Alvimar Perrela, também chiou. "No meu modo de interpretação, o Cruzeiro foi seriamente prejudicado", opinou.



Últimas Notícias

Opinião

O Furacão voltou

Não podia ser num jogo qualquer… Nosso retorno para casa tinha que ser numa semi-final de Copa do Brasil, contra o badalado e protegido Flamengo,…

Sul-Americana

Confira como ir ao Uruguai

Logo após a classificação diante do Peñarol pelas semifinais da Sul-americana 2021, a enorme procura dos torcedores pelas passagens aéreas de Curitiba a Montevidéu acabou…