30 set 2004 - 11h48

Análise do jogo Vitória 2 x 3 Atlético

O colunista Bruno Rolim faz uma análise da partida Vitória 2 x 3 Atlético, que valeu a liderança isolada do campeonato ao Furacão. Confira o texto:

Análise de Vitória 2 x 3 Atlético
por Bruno Rolim

Um belo jogo, aberto e com inúmeras oportunidades. Esta sentença resumiria com propriedade a vitória do Atlético sobre o Vitória, em Salvador. Possivelmente a maior das vitórias do Atlético na competição – a maior, pois colocou o clube na liderança, eliminando as dúvidas que alguns ainda tinham sobre a capacidade da equipe.

O jogo começou dominado pela equipe baiana, tendo inclusive uma bola na trave. Mas aos poucos, o Atlético foi equilibrando a partida, e invertendo o panorama do jogo. Quando uma pressão do Atlético se ensaiava, uma ducha de água fria: em cobrança de falta, Fabiano falha, deixando o baixinho Edílson abrir o placar para o Vitória.

Mas o Atlético não se abalou com o gol, muito pelo contrário: partiu para cima da equipe baiana, conseguindo em 5 minutos duas penalidades – na primeira, Washington cobrou mal, mas na segunda cobrança, o Atlético empatava a partida. A equipe foi para os vestiários animada pelo gol de empate.

O segundo tempo começou com o Atlético recuado, tentando atrair o Vitória para encaixar algum contra-ataque. Mas o que conseguiu foi uma penalidade a favor do Vitória, que Edílson fez o favor de desperdiçar, mantendo o empate. Cinco minutos depois, em uma cobrança de falta, Fernandinho virava o jogo para o Atlético. Depois, o que se viu foi uma série de chances desperdiçadas pelo Atlético, e a aplicação prática daquele clichê. "quem não faz, leva": em uma boa jogada, Obina empatou novamente a partida.

Mas o melhor estava guardado para o final: a dez minutos do fim da partida, Washington foi abraçado pelo zagueiro baiano, e a terceira penalidade foi marcada em favor do Atlético. Washington não desperdiçou a chance, dando mais três pontos ao – agora – líder do Brasil.

Faltam 13 jogos – 39 pontos estão em jogo. O Atlético precisa vencer todos os seus jogos em casa, e conquistar ao menos mais 12 pontos fora, para praticamente garantir uma segunda estrela brilhando no céu atleticano.

Bruno Rolim é colunista da Furacao.com. Clique aqui para entrar em contato.

O conteúdo da opinião acima é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não expressa necessariamente a opinião dos integrantes do site Furacao.com.



Últimas Notícias

Notícias

Jogador de meio tempo ?

Contratado no mês de maio Mais precisamente no dia 22/05. O meia David Terans foi anunciado como o novo reforço do Athletico. O jogador pertencia ao…

Notícias|Opinião

Arquibancada

Quem me conhece há mais tempo já me ouviu dizer que “a arquibancada é que é o meu lugar”. Para além do sentido literal, do…