26 out 2004 - 18h03

Zveiter nega pedido de efeito suspensivo

O pedido de efeito suspensivo do Atlético foi negado nesta terça-feira pelo presidente do STJD, o Desembargador carioca Luiz Zveiter. A informação foi divulgada há poucos instantes pela Agência Estado. Na semana passada, o clube foi punido pela 4ª Comissão Disciplinar do STJD com a perda de mando de campo de duas partidas. Ontem, o Atlético interpôs recurso e ao mesmo tempo pleiteou a suspensão dos efeitos da decisão até o julgamento final do caso.

Na prática, caso o efeito suspensivo fosse deferido, o Atlético poderia continuar mandando seus jogos na Arena da Baixada até que houvesse o julgamento do recurso. Com o indeferimento do efeito suspensivo, isso não será possível e, portanto, fica mantida a programação divulgada ontem, prevendo o jogo contra o Inter para o Estádio Serra Dourada, em Goiânia.

Exemplo

Além do Furacão, outros dois clubes também pediram efeito suspensivo contra a decisão da 4ª Comissão: Botafogo e Atlético-MG. Apenas o clube carioca teve seu pedido atendido por Zveiter, torcedor declarado do Bota. Segundo o presidente do STJD, o clube carioca tomou as medidas necessárias para reprimir o torcedor que atirou uma garrafa d’água no gramado.

Curiosamente, durante o julgamento do alvinegro, na semana passada, o Atlético foi citado como exemplo positivo. De acordo com reportagem do Estado de São Paulo, os auditores da 4ª Comissão afirmaram que o Botafogo "deveria seguir o exemplo do Atlético, que só negocia bebidas em copos sem tampa, na Arena da Baixada".

Apesar disso, nem essa boa conduta foi suficiente para livrar o clube de uma punição rigorosa.



Últimas Notícias

Opinião

O Furacão voltou

Não podia ser num jogo qualquer… Nosso retorno para casa tinha que ser numa semi-final de Copa do Brasil, contra o badalado e protegido Flamengo,…

Sul-Americana

Confira como ir ao Uruguai

Logo após a classificação diante do Peñarol pelas semifinais da Sul-americana 2021, a enorme procura dos torcedores pelas passagens aéreas de Curitiba a Montevidéu acabou…