2 nov 2004 - 10h19

Manchetes atleticanas desta terça-feira

Washington preferiu não falar nada sobre Serginho
Em uma posição de prudência e de resguardo pessoal, Washington, o jogador mais procurado pela imprensa nacional nos últimos dias, não comentou nada. Essa atitude do centroavante rubro-negro era esperada desde sábado, quando ele não participou das entrevistas após a vitória sobre o Inter, quando fez dois gols, que o isolaram ainda mais na artilharia do Campeonato Brasileiro. [Leia mais].

 

Atlético vira referência na base
Jogadores amadores trocam os chamados “grandes clubes” pela estrutura rubro-negra. Depois de Alan Bahia, Dagoberto, Jadson e Fernandinho, clube aposta agora nos juniores Ricardinho e Evandro. [Leia mais].

 

Furacão também busca efeito suspensivo para jogar na Arena
Os advogados do Rubro-Negro paranaense argumentam que também apresentaram boletins de ocorrência, comprovando o rigor na repressão aos desordeiros, na partida contra o Atlético-MG, dia 2 de outubro. O recurso deve ser apreciado pelo STJD na próxima quinta-feira. [Leia mais].

 

Furacão busca o mesmo benefício do Botafogo
Mirando-se no exemplo do Botafogo, que na semana passada conseguiu um efeito suspensivo da pena de perda de um mando de campo, e pôde enfrentar o Cruzeiro no Estádio Caio Martins, em Niterói, o Atlético Paranaense está tentando conseguir o mesmo benefício junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para poder receber o Criciúma, na Arena, no próximo dia 14. [Leia mais].

 

Atlético não desiste de jogar na Baixada
No pedido, o Rubro-Negro também alega ter apresentado boletins de ocorrência como prova de que o clube agiu com rigor na Arena. A questão ainda não entrou na pauta do tribunal e, por isso, o time não definiu o local da partida contra o Criciúma, dia 14. [Leia mais].

 


Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…