16 nov 2004 - 10h48

Manchetes atleticanas desta terça-feira

Geninho: os dois Atléticos têm muito em comum
O Atlético deve muito ao técnico Geninho. E vice-versa. Foi sob o comando do treinador que o time conquistou o primeiro título brasileiro, em 2001. Com a "estrelinha dourada" no currículo, Geninho ganhou reconhecimento nacional e partiu para novos horizontes. [Leia mais].

 

“Cara a cara” exalta força do Furacão
Dos 23 concorrentes, apenas três clubes conseguem levar vantagem de pontos sobre o Furacão nos dois confrontos diretos. Restando cinco rodadas para o término do Nacional, Palmeiras, Figueirense e Paraná são as únicas equipes que passaram impunes (leia-se sem derrota) pela força do líder da competição em dois confrontos. [Leia mais].

 

Fleury garante que Furacão não será punido
O copo plástico atirado no gramado por dois torcedores, identificados como Sidney Alexandre Portugal e Edinilson Portugal, logo após o quinto gol do Atlético-PR na goleada de 6 a 1 sobre o Criciúma, no último domingo, na Arena, não acarretará nova punição ao clube. [Leia mais].

 

Marcas a bater
Com mais um gol, Washington alcança o recorde em um único Brasileirão — atualmente pertencente a Dimba, que marcou 31 vezes pelo Goiás. “Acho que, em cinco jogos, ainda podemos conquistar nossos maiores sonhos”, disse o atleticano, referindo-se não só às marcas, mas também ao possível título brasileiro. [Leia mais].

 

Torcida atleticana já sonha com taça
A cinco partidas do final, a equipe lidera a competição com 78 pontos, dois à frente do Santos, segundo colocado, e depende apenas do seu próprio futebol para vencer o torneio. Apesar disso, a euforia está controlada e a ordem entre os jogadores é manter a mesma seriedade nesta reta final. [Leia mais].

 

Diretoria atleticana não teme nova punição
“O clube tomou todas as medidas de segurança e não acredito que vai haver problemas, dessa vez”, diz o presidente João Augusto Fleury. [Leia mais].

 


Últimas Notícias