22 nov 2004 - 10h48

Opinião de Rogério Andrade

O colunista Rogério Andrade fala sobre a marca histórica obtida por Washington no jogo de domingo contra a Ponte Preta:

Marca de vencedor
por Rogério Andrade

Seria simples ou no mínimo normal, fosse a marca histórica alcançada por qualquer outro atleta. Definitivamente, Washington, em minha concepção, deixa de ser apenas um atleta normal para ser uma pessoa iluminada. O toque divino parece mesmo que se estendeu até o jogador e lhe ofereceu todos os limites a que um atleta pode se submeter. Para consagrar-se, explica o nobre atacante, lhe falta apenas o título de campeão brasileiro, embora já seja campeão aclamado pela grande nação atleticana.

A probabilidade de nos tornarmos campeões brasileiros é imensa, e desta forma, considero que o coração valente tenha passado por todas as suas provas em um período muito curto de tempo. Após uma longa fase de recuperação, voltou a campo já de encontro às redes, por muito pouco não foi campeão estadual e está muito próximo de levantar a taça de campeão nacional, elevando o Clube Atlético Paranaense ao melhor time do Brasil.

Seu futuro: incerto, ou no mínimo misterioso e pouco promissor para nós, atleticanos. Dificilmente Washington permanecerá no Atlético na próxima temporada. Deverá pisar outros gramados e encantar outras culturas, alegrar outras torcidas, balançar outras redes e conquistar outros títulos. Por enquanto Washington é nosso grande artilheiro, símbolo da raça, da força e da garra atleticana, mais do que isso, símbolo de gols, muitos gols.

Faltam apenas quatro rodadas para o coração valente, em conjunto com um elenco de corações valentes, fazer explodir o nosso coração sonhador, sofredor, guerreiro e merecedor desta conquista máxima do futebol nacional. Até a última rodada, tudo indica que o nosso camisa 9 empurrará mais algumas bolas para o fundo das redes, alcançando uma marca mais do que vitoriosa e histórica. Até lá vamos torcendo os dedos e viajando nos céus da cidade, desejando que ela fique muito mais iluminada a partir deste final de ano com mais uma estrela representando o bicampeonato. Por enquanto, trinta e duas vezes Washington!

Rogério Andrade é colunista da Furacao.com. Clique aqui para ler outros textos de sua autoria.

O conteúdo da opinião acima é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não expressa necessariamente a opinião dos integrantes do site Furacao.com.

Entre em contato com o colunista.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Jogo da vida

Por curiosidade, fui verificar qual a possibilidade da queda do CAP para a segunda divisão, e apresentou 16.4%, preocupante em vista que estamos num bolo…

Fala, Atleticano

Flertando com a ZR

Como já disse, estou feliz por ser Bicampeão Sulamericano e estar na final do Copa do Brasil, mas, deste jeito não dá. Ontem mais uma…