22 nov 2004 - 21h35

Petraglia e Eurico discutem em reunião do C13

O atleticano Mario Celso Petraglia e o vascaíno Eurico Miranda quase brigaram fisicamente em reunião do Clube dos 13 realizada nesta segunda-feira à tarde em São Paulo. A associação dos principais clubes brasileiros está discutindo a divisão de cotas dos valores a serem pagos pela Rede Globo a título de direitos de exibição do Campeonato Brasileiro 2005.

Eurico, que ocupa uma das vice-presidência do Clube dos 13, defende a posição de aumentar substancialmente a cota dos clubes de maior torcida do Brasil, criando uma diferença ainda maior em relação ao que recebem os demais integrantes da entidade. Fazem parte do chamado Grupo A o Palmeiras, o Corinthians, o São Paulo, o Flamengo e o Vasco. Temendo perder a queda-de-braço, esses times convidaram também o Santos a fazer parte dessa sub-divisão, chamada de conservadora.

Petraglia, que almeja uma das cadeiras de vice-presidente, defendeu os interesses dos demais clubes, os progressistas, como Atlético, Cruzeiro, Vitória, Grêmio, Atlético-MG e Inter. A discussão ficou acalorada quando os dois dirigentes bateram boca. Segundo o jornalista Fernando Gomes, o cartola atleticano rasgou o documento que continha a proposta apresentada por Eurico Miranda.

A discussão entre as duas alas está se arrastando por vários meses e ameaça rachar o Clube dos 13. A assinatura do contrato com a Rede Globo está marcada para o próximo dia 2 de dezembro. Antes disso, os clubes voltarão a se reunir na próxima semana, em Porto Alegre.

Entenda o caso

Atualmente, a diferença entre os clubes conservadores e os progressistas é de R$ 3 milhões. A proposta dos conservadores, liderados por Eurico, é aumentar a diferença para R$ 7 milhões. Os primeiros receberiam R$ 23 mi cada, enquanto os do grupo do Atlético receberiam R$ 15 mi.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…