23 nov 2004 - 10h44

Opinião de Eduardo Aguiar

O jornalista Eduardo Aguiar escreve uma opinião sobre a reta final do Campeonato Brasileiro. Confira o texto.

Muita calma nessa hora!
por Eduardo Aguiar

Tudo vem dando certo para o Atlético e a cada rodada ficamos mais perto do bicampeonato brasileiro. Mas agora o importante é ter muita calma e, principalmente, manter o foco. O time não pode entrar na euforia da torcida, já que o Santos não sai do encalço do Furacão. Qualquer empate pode ser impiedoso em termos de classificação.

Temos ainda quatro partidas. E quem, conscientemente, pode afirmar que são jogos fáceis? O Grêmio, mesmo virtualmente rebaixado, vem com tudo pra cima, pois não tem nada mais a perder. O São Cateano ainda disputando uma vaga na Libertadores. O Vasco, que mesmo sem objetivos arrancou um pontinho do São Paulo em São Januário dia desses. E, por fim, o Botafogo, que pode vir à Arena precisando de pontos para fugir do rebaixamento.

Ou seja, nada de moleza.

Detalhe interessante é que o Santos tem pedras muito parecidas no caminho. Pega o Payssandu, que ainda briga para escapar da segundona, Grêmio, São Caetano e Vasco, assim como nós.

Ou seja, não se pode permitir erro algum até o término do último jogo do campeonato, que deve ser decidido mesmo apenas na rodada final.

Nestas últimas quatro rodadas o time precisa ter concentração, confiança, raça e fé no taco. Deixemos o desespero para nossos adversários. Assim, no final, poderemos comemorar todos juntos.

Eduardo Aguiar é jornalista e colaborador da Furacao.com.

O conteúdo da opinião acima é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não expressa necessariamente a opinião dos integrantes do site Furacao.com.

Entre em contato



Últimas Notícias

Notícias

Jogador de meio tempo ?

Contratado no mês de maio Mais precisamente no dia 22/05. O meia David Terans foi anunciado como o novo reforço do Athletico. O jogador pertencia ao…

Notícias|Opinião

Arquibancada

Quem me conhece há mais tempo já me ouviu dizer que “a arquibancada é que é o meu lugar”. Para além do sentido literal, do…