26 nov 2004 - 12h37

Coluna: Juliano e o ônus da grandeza

A partir da discussão entre Eurico Miranda e Mario Celso Petraglia, divulgada pela imprensa durante essa semana, o colunista Juliano Ribas faz uma análise da nova ordem do futebol brasileiro. De acordo com ele, a defesa de seus interesses e o confronto com os "grandes" é o ônus da grandeza com o qual o Atlético terá de arcar. Confira um trecho da coluna:

Vias de fato
por Juliano Ribas

Muitos gostariam de estar na posição de Petraglia e ter a oportunidade de desferir uns bons sopapos na bizarra figura de Eurico. Mas, felizmente, nada aconteceu. Agressão física não resolve. Mas o fato ilustra simbolicamente o momento que o Atlético Paranaense vive em seus 80 anos de história. Com o agigantamento do Rubro-negro, a possibilidade clara de mais um título nacional, a condição de modelo a ser seguido em administração e patrimônio e a incrível dilatação do número de torcedores pelo Brasil, os clubes sentados no "trono da tradição" do futebol Brasileiro, perceberam que terão companhia para dividir um bolo que os fartava há décadas. E o Atlético terá que garantir um justo pedaço, nem que seja à tapa (metaforicamente falando, é claro).

Clique aqui para ler a coluna na íntegra.



Últimas Notícias

Opinião

O Furacão voltou

Não podia ser num jogo qualquer… Nosso retorno para casa tinha que ser numa semi-final de Copa do Brasil, contra o badalado e protegido Flamengo,…

Sul-Americana

Confira como ir ao Uruguai

Logo após a classificação diante do Peñarol pelas semifinais da Sul-americana 2021, a enorme procura dos torcedores pelas passagens aéreas de Curitiba a Montevidéu acabou…