26 nov 2004 - 19h39

Opinião de Marçal Justen Neto

O editor da Furacao.com Marçal Justen Neto fala sobre o resultado do julgamento do Atlético perante o STJD por fato ocorrido no jogo contra o Criciúma e a repercussão da absolvição na mídia:

Um outro julgamento
por Marçal Justen Neto

O resultado do julgamento do Atlético pela coleta de um copo plástico vazio (pasmem!) foi divulgado há menos de uma hora. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva, como era esperado, absolveu o clube, considerando que todas as medidas exigidas no Código Brasileiro de Justiça Desportiva foram devidamente tomadas.

O anúncio da absolvição deixou a torcida atleticana aliviada. Temia-se que o clube fosse novamente punido por fatos absolutamente alheios à sua responsabilidade.

Porém, nem bem terminou um julgamento e começou outro. Este ainda mais implacável, porque absolutamente unilateral, sem permitir qualquer possibilidade de defesa e, ainda por cima, protagonizado por pessoas cuja reputação é séria e a aparência é honesta.

Falo do julgamento da mídia, especialmente da paulista. Essas manifestações descabidas contrárias ao Atlético já haviam se manifestado anteriormente, embora ficassem isoladas a alguns veículos (ou a um apresentador). Agora, ensaia-se um novo movimento, mas desta vez mais grave porque travestido de sério.

Eis o que começam a querer afirmar: o Atlético está sendo beneficiado pelo STJD. A conclusão toma por base dois fatos e cria uma conclusão estapafúrdia: a) o Atlético foi absolvido; b) o Santos foi punido diversas vezes, chegando a perder mais de sete mandos. Considerando-se que os dois times disputam palmo a palmo o título, começam a afirmar que há um beneficiamento ao Atlético.

Trata-se de uma conclusão absolutamente descabida. O que um fato tem a ver com outro? Por que o Atlético tem de obrigatoriamente ser punido se o Santos foi? Qual a relação entre os casos? Nenhuma. O Atlético tomou todas as medidas exigidas pelo CBJD. O Santos não. A maior prova disso é que houve vários incidentes em jogos do Santos (arremesso de copo no rosto de um técnico adversário; rojão estourado em jogadores adversários; arremesso de diversos itens no gramado de jogo) e o clube não tomou nenhuma providência, ao contrário do Atlético.

É preciso que se deixe muito claro: os dois clubes estão sendo julgados de acordo com os fatos ocorridos em seus jogos. Como os fatos são distintos, não é possível se pretender o mesmo julgamento para ambos. Portanto, não se pode admitir essa reclamação dos santistas.

Marçal Justen Neto é editor da Furacao.com.

O conteúdo da opinião acima é de responsabilidade exclusiva de seu autor e não expressa necessariamente a opinião dos integrantes do site Furacao.com.

Entre em contato com o autor.



Últimas Notícias

Notícias

Jogador de meio tempo ?

Contratado no mês de maio Mais precisamente no dia 22/05. O meia David Terans foi anunciado como o novo reforço do Athletico. O jogador pertencia ao…

Notícias|Opinião

Arquibancada

Quem me conhece há mais tempo já me ouviu dizer que “a arquibancada é que é o meu lugar”. Para além do sentido literal, do…