8 dez 2004 - 19h44

Atlético se desliga do Clube dos 13

O clima foi de tensão na reunião entre representantes do Clube dos 13 para discutir os contratos de TV para a temporada 2006/2008. O resultado final foi o desligamento de sete dos vinte clubes da entidade, entre eles, o Atlético. Além do Furacão, saíram do grupo Cruzeiro, São Paulo, Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vitória. Atlético-MG e Corinthians também estudam um possível desligamento.

O principal motivo do racha é a proposta de rateio das cotas de TV. De acordo com o presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella, a insistência em se votar e aprovar a criação de um grupo intermediário no que se refere à divisão das quotas, incluindo a equipe do Santos, motivou o desligamento. Por imposição do presidente do Clube dos 13, Mustafá Contursi, o clube santista receberá R$ 3 milhões a mais que os demais. "Tínhamos votado a exclusão do Santos por duas vezes e o presidente Mustafá Contursi impôs uma votação de rateio de valores. Não concordamos porque achamos que essa matéria já tinha sido vencida e a ascensão do Santos tinha sido vetada em duas reuniões anteriores", disse.

Foram favoráveis à proposta Palmeiras, Vasco, Internacional, Grêmio, Bahia, Coritiba, Goiás, Guarani, Portuguesa e Sport. Já os contrários foram Corinthians, São Paulo, Flamengo, Fluminense, Botafogo, Cruzeiro, Atlético-MG, Vitória e Atlético O Santos se absteve.

O projeto aprovado por 28 votos a 25 indica que as equipes serão divididas em cinco grupos. No grupo 1 ficam Flamengo, Vasco, Palmeiras, Corinthians e São Paulo, que receberão R$ 21 milhões. O Santos é o único representante do segundo grupo, com direito a R$ 18 milhões. No grupo 3 ficam Atlético-MG, Cruzeiro, Botafogo, Fluminense, Internacional e Grêmio, com direito a receber R$ 15 milhões. O Bahia ficou no grupo 4, recebendo R$ 11,5 milhões. E, finalmente, no grupo 5, estão o Atlético, Coritiba, Sport, Portuguesa, Goiás e Vitória, recebendo cada um R$ 11 milhões.

As sete equipes descontentes assinaram ao final da reunião um documento se desligando do Clube dos 13 e se unindo para formar uma nova associação. Diretores de Atlético-MG e Corinthians ficaram de consultar seus presidentes.

De acordo com Perrella, não se pode mais admitir a “administração ditatorial” existente dentro do Clube dos 13. “Vamos ver se a gente vai formar uma nova associação ou ver o que podemos fazer, mas o que não dá é para conviver com essas coisas que estão acontecendo", revelou.

Segundo o presidente do São Paulo e um dos líderes dos rebelados, Marcelo Portugal Gouvêa, na semana que vem haverá uma reunião com os que deixaram a entidade e a idéia é agregar outras equipes, formando uma entidade mais forte. "Tem muito clube que não é filiado, como o São Caetano, o Paraná, a Ponte, o Juventude, o Paysandu", disse. O grupo pretende negociar diretamente com a Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão, a renovação do contrato. Hoje, assinaram a renovação apenas os onze clubes que ficaram no Clube dos 13.

Reportagem: Patricia Bahr, com informações do Terra Esportes



Últimas Notícias

Notícias

Jogador de meio tempo ?

Contratado no mês de maio Mais precisamente no dia 22/05. O meia David Terans foi anunciado como o novo reforço do Athletico. O jogador pertencia ao…

Notícias|Opinião

Arquibancada

Quem me conhece há mais tempo já me ouviu dizer que “a arquibancada é que é o meu lugar”. Para além do sentido literal, do…