14 dez 2004 - 10h19

Em 95, título veio de maneira semelhante

LANCEPRESS! – Quando o Atlético-PR entrar em campo domingo, na Arena, para enfrentar o Botafogo, o time e sua torcida ficarão na expectativa, torcendo pelo Furacão e de olho no jogo do Santos contra o Vasco. O que muita gente não lembra é que uma situação muito parecida aconteceu em 1995, quando o Rubro-Negro decidia o título da Série B.

Na ocasião, o Atlético disputava um quadrangular final com o rival Coritiba, o Mogi Mirim e o Central-PE. Na última rodada, o Furacão já tinha sua vaga à Série A assegurada, assim como o Coxa, e só restava a decisão de quem ficaria com a taça.

Após garantir vaga na Série A, com duas rodadas de antecedência, o Furacão jogou a penúltima rodada contra o Coritiba e, da mesma maneira como ocorreu domingo, contra o Vasco, poderia ser campeão. Assim como no Rio, o Furacão perdeu em 95.

Naquele jogo, o Coxa precisava vencer para garantir sua ida à primeira divisão. No último domingo, o Vasco precisava vencer para afastar o risco do rebaixamento.

Depois da derrota para o rival por 3 a 0, o Atlético perdeu a primeira colocação e, para ficar com o título, precisava vencer na Baixada e dependia de um tropeço do Coxa. Assim como agora, em 95 o Atlético decidia em casa, com o olho no jogo no interior paulista, onde o Santos vai jogar.

A torcida lotou o estádio e, em campo, o time despachou o Central por 4 a 1, com dois gols de Oséas. Enquanto isso, no interior paulista, o rival perdia por 1 a 0. A tensão aumentou quando o Coritiba empatou em 1 a 1 aos 30 do segundo tempo.

Mas, depois de muito sofrimento, aos 42 minutos do segundo tempo, os locutores do estádio anunciaram fim do jogo em Mogi Mirim e o empate do Coxa. Delírio da torcida rubro-negra, que explodiu de alegria. Será igual desta vez?



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…