21 dez 2004 - 18h21

Fabiano decide seu destino nesta quarta

BELO HORIZONTE – O destino do volante Fabiano, de 29 anos, será decidido nesta quarta-feira, em Curitiba. O jogador e seu procurador, Marcos Malaquias, vão se reunir com a diretoria do Atlético Paranaense para discutir a renovação do contrato, que vence no dia 31. Caso não haja acerto, ele deve acertar a transferência para o Cruzeiro.

A carreira de Fabiano é administrada pela empresa Massa Sports, que tem como sócios o apresentador Ratinho, seu filho, Gabriel, seu assessor particular, Carlinhos, e ainda os irmãos Marcos e Naor Malaquias.

De acordo com Marcos Malaquias, o interesse de Ratinho é colocar Fabiano no Cruzeiro, mas, por força de contrato, o Atlético-PR tem a preferência para discutir a renovação. “Tínhamos um acordo verbal com o Atlético garantindo a ele o direito de negociar primeiro a renovação. O clube quer renovar por mais dois anos, enquanto o jogador quer só mais um. Se não houver acerto, ele deve ir para o Cruzeiro. A princípio, o Atlético considerou a proposta do jogador alta”.

Malaquias revelou que o vice-presidente cruzeirense, Zezé Perrella, já até apresentou à empresa Massa Sports uma proposta para Fabiano. “Quando o Ratinho foi a Belo Horizonte (dia 13), ficou acertado um valor por cima com o Perrella”.

A vinda de Levir Culpi para o Cruzeiro pode ser um fator decisivo na opção de Fabiano pelo clube mineiro, acrescentou Marcos Malaquias. “Ele foi o capitão do Levir no Atlético, juntamente com o Washington, e é um homem de confiança desse treinador. Além do mais, o Cruzeiro precisa de um jogador como o Fabiano, que é líder. Parece que o Cruzeiro busca uma liderança”.

De acordo com Marcos Malaquias, Fabiano ainda tem propostas de dois clubes japoneses. “Ainda assim, se não acertar com o Atlético, o Cruzeiro tem mais chances”.

Fabiano Cezar Viegas iniciou sua carreira no Flamengo, mas como zagueiro. Em 1999, foi contratado pelo Atlético e só então passou a atuar como volante, a pedido do técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão. Naquele ano, Fabiano ajudou o clube a conquistar o Torneio Seletivo para a Libertadores em jogos contra o Cruzeiro.

Por indicação de Zico, Fabiano foi contratado pelo Kashima Antlers no final de 1999. No futebol japonês, defendeu também o Vegalta Sendai e se destacou como zagueiro. O retorno ao Atlético Paranaense se deu somente no início desta temporada. Desde então, ele vinha se revezando na função de capitão com o atacante Washington. (BF)

Fonte: Superesportes



Últimas Notícias