19 jan 2005 - 14h42

Punição agora pode ter portões fechados

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, pretende modificar a forma de punição para os clubes que tiverem problemas com o comportamento de suas torcidas. Em 2004, as equipes punidas tiveram de jogar a pelo menos 150 km de distância de seus estádios. Agora, a intenção é que as partidas sejam disputadas com portões fechados.

"Existe a idéia de jogar sem torcida. É uma medida que já é adotada na Europa e pretendemos usá-la ainda neste ano", afirmou Teixeira.

A medida foi adotada contra a Roma, na Copa dos Campeões. Durante a estréia da equipe italiana na competição européia, contra o CSKA Moscou, os torcedores jogaram objetos no campo e, um deles, chegou a atingir o árbitro do jogo.

Como punição, a equipe teve de jogar suas duas outras partidas da primeira fase do torneio, contra Bayer Leverkusen e Real Madrid, com os portões do estádio Olímpico fechados.



Últimas Notícias