26 jan 2005 - 10h43

André Rocha, e não Cunha, deve ser o reforço

O nome mais cotado para reforçar a lateral-direita do Atlético chama-se André e vem do Palmeiras. Mas se trata do jovem André Rocha, de 20 anos, e não de André Cunha, como vinha sendo especulado pela imprensa. André Cunha se destacou no Campeonato Brasileiro com a camisa da Ponte Preta e foi recentemente anunciado como reforço do Palmeiras.

No último dia 19, Cunha foi oficialmente apresentado à imprensa pelo presidente Affonso Della Monica. Nos últimos dias, a imprensa paulista noticiou a intenção do técnico Estevam Soares em promover a estréia do novo lateral-direita no jogo desta quarta-feira, contra o Paulista de Jundiaí.

Apesar de todas as evidências de que o jogador não seria liberado pelo Palmeiras, emissoras de rádio de Curitiba divulgaram no último domingo que André Cunha estava muito próximo de assinar contrato com o Atlético.

André Rocha

Ocorre que houve uma confusão quanto ao nome do jogador. O atleta sondado pelo Furacão é André Rocha, de 20 anos, ex-jogador da Portuguesa Santista e Independente de Limeira e contratado pelo Palmeiras em setembro de 2004 justamente para substituir Daniel Martins, outro jogador que chegou a ser especulado como possível reforço atleticano.

A carreira de André Rocha foi meteórica. No início do ano passado, ele atuava pelo modesto Águas de Lindóia. Destacou-se na Copa da Federação Paulista de Futebol jogando pelo Serra Negra e foi contratado pelo empresário Luiz Taveira, que controla a Portuguesa Santista. Fez seis partidas pela Briosa na Série C do Brasileiro e depois foi negociado com o Palmeiras. André Rocha jogou apenas duas partidas no Brasileiro, mas deixou boa impressão e seu contrato foi renovado a pedido de Estevam Soares.

Porém, com as contratações de Bruno (Marília) e André Cunha (Ponte Preta), Rocha perdeu espaço no clube e ficou em disponibilidade. André Rocha nasceu em São Paulo, tem 20 anos, 1,86m e 76kg.



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…