O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
16 fev 2005 - 7h13

Boa estréia, apesar de tudo

Antes de mesmo de começar a partida muitos já davam como certa a derrota atleticana frente a equipe colombiana. Até eu! Pensávamos que seria uma estréia melancólica e traumatizante como foi a do C.F. Club (os coxinhas) ano passado. Compararam a escalação de Baloy com aquele jogador Esmerode (será que é assim que se escreve?).

Mas foi só a bola começar a rolar que vimos quem é quem e o que esse time pode fazer nessa Libertadores. Confesso que fiquei impressionado com o rendimento da equipe. Um time que nunca jogou junto na vida conseguiu calar 40 mil pessoas durante quase todo o jogo. A equipe foi quase perfeita na marcação, mas o ataque deixou a desejar, e muito, principalmente Lima e o Fabrício. Digo ainda, se Fernandinho tivesse no meio e qualquer outro jogador com velocidade tivesse no lugar do Lima seria uma goleada.
Pena que a vitória não veio. Mas esse jogo serviu para calar a boca de muita gente (até a minha) dizendo que o Atlético está com um ‘’timinho’’. Não está não. Muito pelo contrário, o time tem bons jogadores e que deixam o torcedor mais esperançoso.

O Atlético dominou a partida, fez 1 a 0 num golaço do Deus da Raça, Marcão. Tava tudo tranqüilo quando o hilário Lima fez uma única coisa na partida: o pênalti. A partir desse momento um sombra á altura de Diego se surge: Thiago Cardoso, excelente goleiro fazendo defesas importantes e dificílimas. Acaba o primeiro tempo com um amplo domínio atleticano, e o segundo tempo começa do mesmo ritmo. No único acerto de Fabrício, sai o segundo gol atleticano. A partir daí o time de Medellín estava entregue, como estava o Grêmio ano passado em Erechim. Só que daquela vez o time tinha jogadores de nível como Jádson e Washinton. Mas dessa vez não, tínhamos que contra-atacar com o lento Lima e com o disperso Fabrício (ai meu Deus), aí fica realmente difícil. Mas o time foi levando até tomar o gol. Um gol na sorte, pois o time colombiano não tinha feito nada até então. E como era de se esperar começou a pressão. E ainda mais com o ‘’espertão‘’ do Marin, que estava jogando bem, ser expulso num lance ridiculo. Com a pressão da torcida, e chute de tudo que é lado a bola uma hora tinha que entrar e entrou, num chute despretensioso a bola resvalou em Ticão e enganou nosso goleiro. Empate. Ainda bem que o jogo acabou alguns minutos depois, pois o terceiro viria em questão de tempo. Apesar do empate com sabor de derrota foi uma ótima estréia, um empate fora de casa contra um adversário forte com o apoio de um estádio quase lotado. No plano tático, Jeancarlos tem que assumir logo a lateral direita, pois com Fernandinho no meio esse time irá render mais, e que Maciel ou Aloísio jogue melhor que o Lima, daí esse time ficará muito mais competitivo e muito mais rápido nos contra-ataques. Nesse jogo, a defesa foi muito bem e Rodrigo Souto também fez uma bela partida, esperamos que ele sempre jogue assim.

No resto vamos dar tempo ao Casemiro que mostra ser um técnico competente e sereno. No jogo conta o América é que veremos o qual é real poder desse time que mostra ter muito futuro.

Começamos com o pé direito.



Últimas Notícias

Paranaense

Atletiba acaba empatado

Coritiba e Athletico ficaram no empate de 1 X1 no Couto Pereira no final da tarde, quase noite pelo Paranaense 2024. Mastriani abriu o placar…