O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
11 mar 2005 - 10h15

Salve-se quem puder

Isto não é uma defesa, é um aglomerado de pernas de pau.

Coicito e Baloy não tem lugar no time. São muito ruins. Aí entra o Danilo, péssimo. Depois vem o Durval, horrível. Marcão você está sozinho…

Ficamos órfãos de defesa. E time sem defesa toma muitos gols. Basta um time mais ou menos organizado e mostramos toda nossa deficiência.

Mior, você não tem culpa. Contrataram você para dirigir o vice campeão brasileiro e te entregaram um time que não é nem sombra do Furacão de 2004. Você devia é ter ficado em Portugal, ao menos não se queimava para o mercado nacional, mas que você podia utilizar o garoto Evandro, você podia. Parece que cada técnico que chega no nosso time invoca com um jogador. Aquele gênio do Mário Sergio não gostava do Jadson e agora o Mior não gosta do Evandro. Por que será?

Sei que são palavras duras e que posso estar muito enganado. Talvez este time ainda nos dê muitas alegrias, mas que está difícil de acreditar, está.

Além disso, cada jogo aparece uma “vaca louca” louco para ser expulso. Em Medellín foi o Marin, aliás um dos poucos que se salvaram ontem, que deu uma “voadora” num atacante e foi expulso. Ontem foi o tal de Aloísio que parecia estar completamente alucinado. A sorte é que o juiz argentino era fraco demais e não teve coragem de expulsá-lo, pois que ele merecia, merecia.

E agora Furacão, há esperança?

Que os de deuses do futebol te iluminem, pois os mortais que jogam dentro das 4 linhas estão devendo demais.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…