10 abr 2005 - 19h02

"Nada está decidido", diz Casemiro Mior

“Perdemos o jogo, mas não o campeonato”. Foi com esse pensamento que o técnico Casemiro Mior falou à imprensa após ver seu time perder a primeira partida da decisão do Campeonato Paranaense para o Coritiba, pelo placar de 1 a 0. Para o comandante atleticano, a equipe jogou muito abaixo do que vinha jogando anteriormente.

Apesar disso, Mior fez questão de afirmar que nada está decidido e que o time precisa trabalhar mais. Além disso, teceu comentários a respeito da arbitragem e das substituições que realizou na etapa final de partida.

Confira alguns trechos da conversa de Mior com a imprensa:

Desempenho
“Nós estivemos muito abaixo do nosso nível. Coletivamente, a nossa equipe tentou, mas tivemos um desempenho abaixo dos outros jogos, principalmente no meio de campo. Erramos muitos passes. Eles fizeram o gol quando ficamos em linha, esperando um impedimento. O Atlético tentou, teve oportunidades, mas o goleiro deles fez duas ou três boas defesas”.

Problemas
“Jogamos de forma apática. Tivemos problemas com o Aloísio, que nem era para ter jogado. Ele tentou jogar os 45 minutos, mas não conseguiu. O Maciel também, ele entrou e no final sentiu uma lesão muscular. O Coritiba foi um pouco melhor, mas a gente pode melhorar, pois a gente não jogou bem. Deixamos eles jogar demais. Tomamos o gol numa jogada que nós sabíamos e tínhamos treinado bastante. A equipe deles está mais acostumada com esse gramado, o que não é uma desculpa nossa, pois foi a gente que não se desenvolveu”.

Arbitragem
“Teve um lance duvidoso, aquele pênalti no Fernandinho. Ele entrou na área e foi derrubado por trás pelo jogador do Coritiba. Mas no restante, o árbitro controlou bem a partida. As duas equipes entraram para jogar futebol. Se disciplinaram muito, fizeram um bom espetáculo e a arbitragem entrou nesse clima”.

Substituições
“Foram situações de jogo. No momento em que substitui o Fabrício, ele tinha acabado de tomar o cartão e o Evandro entrou bem na partida. Não tirei o Fernandinho porque, mesmo ele não estando em um dia bom, ele pode surpreender, assim como o Alan Bahia. Com o Evandro, a equipe melhorou”.

Otimismo
“Temos a certeza de que no próximo domingo, nós vamos jogar melhor. Não está nada decidido. Perdemos a batalha, mas não perdemos a guerra. É claro que não foi um resultado que nós queríamos e gostaríamos de levar pra casa, mas aconteceu”.



Últimas Notícias

Opinião

PlaneJUMENTO

Antes de tudo, dar os devidos créditos ao @fabiangarrett93 que cunhou tal termo no Twitter sendo de uma felicidade incrível pois ilustra perfeitamente aquilo que…