11 abr 2005 - 15h19

Você está demitido!

Durante oitenta e quatro dias e por dezesseis jogos, o gaúcho Casemiro Mior viveu um sonho. Trabalhou como técnico do clube mais organizado do Brasil, tendo à sua disposição o melhor centro de treinamentos do país e o estádio mais moderno da América do Sul. Teve a oportunidade de comandar o vice-campeão brasileiro na Libertadores da América e ter ao seu lado uma torcida apaixonada e fanática, ainda que não tão presente nos jogos dessa temporada.

Quase três meses depois de ter sido contratado, Mior foi demitido. O anúncio ocorreu nesta segunda-feira à tarde, no dia seguinte à derrota por 1 a 0 para o Coritiba no primeiro jogo da final do Campeonato Paranaense.

Seria exagero dizer que a demissão de Casemiro estava sacramentada desde o dia 12 de janeiro, data em que sua contratação foi oficilizada. Porém, não é segredo que a chegada do técnico foi recebida com extrema desconfiança pela torcida e pelos cronistas esportivos. Em enquete realizada pela Furacao.com durante os dias 12 e 15 de janeiro, 35% dos torcedores votaram contra a chegada do treinador. Outros 57% preferiram aguardar antes de opinar, enquanto que apenas 8% referendou sua vinda.

A situação de Casemiro ficou complicada em função de seu modo de comandar. Em dezesseis jogos, o Atlético não adquiriu um padrão tático, não se definiu o time titular e os reservas imediatos. Segundo a Furacao.com apurou, a avaliação da diretoria é de que Casemiro não tem pulso firme para comandar o grupo e tomar decisões. Ele não teria conseguido selecionar os jogadores mais capazes e nem aproveitar a qualidade dos melhores atletas – alguns estão rendendo menos do que o potencial.

Corda bamba

Casemiro passou a andar na corda bamba há cerca de vinte dias. O mau desempenho do Atlético na reta final da primeira fase do Campeonato Paranaense irritou a diretoria. Em jogos considerados fáceis, contra Malutrom e Nacional, a equipe não se portou bem e o treinador não deu nenhum indício de que poderia melhorar o rendimento.

Aliás, a postura de Casemiro Mior também acabou pesando para sua queda. Com declarações vazias, não havia muita perspectiva de que ele pudesse ser capaz de dar um padrão ao time e melhorar o rendimento a curto prazo. Além disso, a pressão da torcida também pesou contra o treinador. Ele foi vaiado pelos torcedores nos dois últimos jogos realizados na Kyocera Arena (contra o Roma e contra o Londrina).

Diante de todos esses fatos, nos últimos dias amadureceu a idéia de demitir o treinador e o preparador físico Valdemar Fernandes e de contratar um técnico mais experiente. A primeira ameaça surgiu às vésperas do jogo contra o Roma, pelas quartas-de-final do Paranaense. Naquele jogo, o Atlético venceu bem (por 4 a 0) e Casemiro ganhou uma sobrevida.

Porém, a derrota para o Coritiba no primeiro jogo da final e a conduta do time no clássico tornou a situação insustentável. Depois do jogo, o próprio treinador admitiu que escalou alguns jogadores fora das condições físicas ideais (casos de Aloísio e Maciel), o que acabou prejudicando o Atlético na partida.

O pensamento é de que o Atlético ainda tem três jogos na Libertadores e pode melhorar muito nessas partidas. A expectativa é de que a saída do treinador possa motivar os jogadores e fazer com que haja uma dedicação ainda maior nos jogos contra o América de Cáli e contra o Coritiba, na decisão do Estadual.

Jogos do Atlético sob o comando de Casemiro:
(29/01/05) – Paranaense – Atlético 2 x 0 Iraty
(05/02/05) – Paranaense – Londrina 0 x 0 Atlético
(10/02/05) – Paranaense – Atlético 3 x 1 Malutrom
(15/02/05) – Libertadores – Independiente 2 x 2 Atlético
(20/02/05) – Paranaense – Atlético 2 x 2 Império
(25/02/05) – Paranaense – Atlético 3 x 1 Paranavaí
(01/03/05) – Libertadores – Atlético 1 x 0 Libertad
(05/03/05) – Paranaense – Iraty 2 x 2 Atlético
(10/03/05) – Libertadores – América de Cáli 3 x 1 Atlético
(16/03/05) – Paranaense – Atlético 5 x 0 Londrina
(20/03/05) – Paranaense – Malutrom 0 x 1 Atlético
(23/03/05) – Paranaense – Atlético 1 x 1 Nacional
(26/03/05) – Paranaense – Atlético 4 x 0 Roma
(30/03/05) – Paranaense – Londrina 0 x 4 Atlético
(02/04/05) – Paranaense – Atlético 3 x 1 Londrina
(10/04/05) – Paranaense – Coritiba 1 x 0 Atlético

Confira o que a Furacao.com já publicou sobre Casemiro Mior:
11/04/2005 – Casemiro não é mais o técnico do Atlético
10/04/2005 – "Nada está decidido", diz Casemiro Mior
10/04/2005 – Casemiro admite que Maciel deveria ter saído
04/04/2005 – Casemiro recomenda chupeta a Lopes
02/04/2005 – Torcida voltou a criticar Casemiro Mior
30/03/2005 – Mior: "foi o melhor jogo desde que cheguei"
26/03/2005 – Casemiro Mior foi vaiado pela torcida
11/03/2005 – Casemiro perde a invencibilidade no Atlético
27/01/2005 – Casemiro estreará no Atlético neste sábado
19/01/2005 – Casemiro se apresentou aos jogadores
18/01/2005 – Mior quer fazer um Atlético vencedor
18/01/2005 – Fernandes destaca existência de um só grupo
18/01/2005 – Decisão de permanecer em Curitiba foi de Mior
16/01/2005 – Torcida do Nacional agradece a Casemiro
16/01/2005 – Mior se despede com vitória sobre Sporting
13/01/2005 – Fórum: opine sobre Casemiro Mior
13/01/2005 – Casemiro treinará Nacional por mais um jogo
13/01/2005 – Para Mior, trabalhar no Atlético é um orgulho
13/01/2005 – Empresário de Mior é o ex-zagueiro Baidek
13/01/2005 – Casemiro foi referendado por Felipão
12/01/2005 – Como jogador, Mior ganhou a Libertadores
12/01/2005 – Atleticano de Portugal confia em Casemiro
12/01/2005 – Furacao.com adiantou: é Mior
12/01/2005 – Mior nega acerto com o Furacão
12/01/2005 – Jornal português divulga Casemiro no Atlético
11/01/2005 – Pode ser Mior



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…