1 maio 2005 - 10h16

Projeções para as oitavas-de-final

A Copa Libertadores aproxima-se do final de sua primeira fase, com as últimas rodadas sendo jogadas nas duas próximas semanas. A Furacao.com, através de seus colaboradores Bruno Rolim e Fábio Kaiut Nunes, realizou uma análise da atual situação na competição sul-americana, visando informar aos torcedores quais os possíveis cenários que o Atlético pode enfrentar, desde as oitavas-de-final até uma possível final. Para efeitos de projeção, utilizou-se o placar de 1×0 para a vitória, dentro do cenário mais lógico.

Grupo 1 (Atlético, América de Cali-COL, Independiente Medellín-COL e Libertad-PAR)

Classificação:
Atlético 10
América 9
Independiente Medellín 7
Libertad 3

Grupo relativamente equilibrado, onde estão se sobressaindo aqueles que conseguiram pontos fora de casa – no caso, Atlético e América. Três equipes ainda brigam pelas duas vagas – além dos dois citados, o Independiente Medellín ainda tem chances. Os paraguaios do Libertad já estão eliminados. A vantagem de Atlético e América é decidir a classificação em casa. O Atlético depende apenas de um empate, assim como o América. O Independiente precisa vencer o Atlético em Curitiba para garantir a sua vaga.

Última rodada (10 de maio)
Atlético Paranaense x Independiente Medellín
América de Cali x Libertad

Projeção: vencendo seus jogos em casa, Atlético e América encerram suas participações como classificados.

Atlético: 13 pontos, saldo 2.
América: 12 pontos, saldo 2.

Grupo 2 (Santos, Bolívar-BOL, LDU Quito-EQU e Danubio-URU)

Classificação:
Santos 9
Bolívar 7
LDU 7
Danubio 6

Pontuar fora de casa também está sendo o diferencial no Grupo 2. Após as quatro primeiras rodadas, onde sempre os mandantes venceram, na quinta rodada praticamente definiram-se os classificados. Com uma vitória sobre o Danubio em Montevidéu, o Santos praticamente assegurou sua vaga, pois enfrenta na última rodada o frágil Bolívar, na Vila Belmiro. A outra vaga deverá ficar com a LDU, que arrancou um empate do Bolívar em La Paz, e enfrenta em Quito o campeão uruguaio Danubio, que se complicou após perder para o Santos em casa.

Última rodada (11 de maio)
Santos x Bolívar
LDU x Danubio

Projeção: com Santos e LDU vencendo (é improvável que Bolivar e Danubio criem dificuldades), ambos se qualificam.

Santos: 12 pontos, saldo 3.
LDU: 10 pontos, saldo -1.

Grupo 3 (São Paulo, Universidad de Chile-CHI, The Strongest-BOL e Quilmes-ARG)

Classificação:
São Paulo 9
Universidad de Chile 8
The Strongest 5
Quilmes 4

O São Paulo já garantiu sua classificação, sabendo jogar em casa e fora dela – a equipe paulista venceu seus dois jogos no Morumbi e empatou seus três jogos como visitante. Pela segunda vaga, lutam Universidad de Chile e, com remotas chances, os bolivianos do The Strongest. A última rodada deverá apenas confirmar o time chileno na segunda fase – apesar de enfrentar o eliminado Quilmes na Argentina, nem o mais otimista dos torcedores bolivianos espera uma vitória contra o São Paulo no Morumbi.

Última rodada (11 de maio)
São Paulo x The Strongest
Quilmes x Universidad de Chile

Projeção: o São Paulo passa pelo Strongest com facilidade. Na última partida, o desmotivado Quilmes empata com a Universidad na Argentina.

São Paulo: 12 pontos, 5 gols de saldo.
Universidad Chile: 9 pontos, 0 gol de saldo.

Grupo 4 (Palmeiras, Santo André, Cerro Porteño-PAR e Deportivo Táchira-VEN)

Classificação:
Cerro Porteño 11
Palmeiras 5
Santo André 5
Deportivo Táchira 3

Único grupo sem ter a quinta rodada concluída, o grupo 4 já apresenta um virtual vencedor, o Cerro Porteño (já classificado), e uma boa briga pela segunda vaga. Palmeiras, Santo André e Deportivo Táchira brigam pela segunda vaga – para se ter uma idéia do equilíbrio, uma vitória venezuelana no jogo da quinta rodada colocará o Táchira na segunda colocação do grupo. Situação indefinida nesta disputa, onde o vencedor tem grandes chances de cruzar com o River Plate nas oitavas-de-final.

Quinta rodada (4 de maio)
Deportivo Táchira x Palmeiras

Última rodada (12 de maio)
Santo André x Deportivo Táchira
Palmeiras x Cerro Porteño

Projeção: o Palmeiras arranca um empate do Táchira na Venezuela, e vence o Cerro em casa. O Santo André vence o Táchira em casa, mas fica de fora.

Cerro Porteño: 11 pontos, 5 gols de saldo.
Palmeiras: 9 pontos, 3 gols de saldo.

Grupo 5 (River Plate, Olmedo-EQU, Junior Barranquilla-COL e Nacional-URU)

Classificação:
River Plate 15
Olmedo 6
Junior 6
Nacional 3

Grupo de uma única equipe: os argentinos do River Plate massacraram seus adversários, conquistando 100% dos pontos até o momento – sendo que a última partida será em Buenos Aires. A segunda vaga deve ficar com os colombianos do Junior, que receberão o desesperado e decadente Nacional de Montevidéu. Isto se o River Plate não poupar jogadores, pois já está garantido como primeiro colocado geral da primeira fase, com uma rodada de antecedência.

Última rodada (3 de maio)
River Plate x Olmedo
Junior x Nacional

Grupo 5: o River completa os 100% contra o Olmedo, o Junior se qualifica vencedo o Nacional em casa.

River Plate: 18 pontos
Junior: 9 pontos, saldo -1

Grupo 6 (Tigres-MEX, Banfield-ARG, Alianza Lima-PER e Caracas-VEN)

Classificação:
Tigres 11
Banfield 8
Alianza Lima 4
Caracas 4

Único grupo com seus dois classificados já definidos – e muito provavelmente com ordem definida, pois os mexicanos do Tigres possuem 9 gols de saldo de vantagem sobre o Banfield, e joga em casa contra o Alianza Lima. O Banfield encerra sua participação contra o Caracas, na Argentina, e espera seu adversário na segunda fase.

Última rodada (3 de maio)
Banfield x Caracas
Tigres x Alianza Lima

Projeção: Tigres e Banfield vencem seus jogos em casa. Cenário lógico.

Tigres: 14 pontos, 9 gols de saldo
Banfield: 11 pontos, 0 de saldo.

Grupo 7 (Chivas-MEX, Cobreloa-CHI, Once Caldas-COL e San Lorenzo-ARG)

Classificação:
Chivas Guadalajara-MEX 8
Cobreloa-CHI 8
Once Caldas-COL 6
San Lorenzo 3

A maior decepção da Libertadores foi a equipe argentina do San Lorenzo, que era considerada como uma das favoritas à conquista do título da Libertadores, e está já eliminada da competição. O atual campeão, o Once Caldas, está em situação muito difícil, precisando vencer o San Lorenzo na Argentina – a esperança é o time argentino estar desmotivado para a última rodada. Chivas e Cobreloa se enfrentam, e os mexicanos precisam apenas do empate, enquanto o Cobreloa necessita vencer para evitar depender do jogo do Once Caldas.

Última rodada (5 de maio)
Chivas Guadalajara x Cobreloa
San Lorenzo x Once Caldas

Projeção: Chivas vence o Cobreloa em casa, enquanto o argentino San Lorenzo empata com o Once Caldas, eliminando ambos.

Chivas: 11 pontos, 2 gols de saldo.
Cobreloa: 8 pontos, 0 de saldo.

Grupo 8 (Boca Juniors, Pachuca-MEX, Sporting Cristal-PER e Deportivo Cuenca-EQU)

Classificação:
Boca Juniors 10
Pachuca 7
Sporting Cristal 7
Deportivo Cuenca 3

Após a goleada da última semana sobre o Sporting Cristal, mesmo jogando como visitante, o Boca Juniors assegurou uma das vagas às oitavas-de-final da Libertadores. A segunda vaga será disputada entre os mexicanos do Pachuca e os peruanos do Sporting Cristal, com dupla vantagem mexicana: jogam em casa e precisam apenas do empate. Na outra partida da rodada, Boca Juniors e Deportivo Cuenca cumprem tabela.

Última rodada (4 de maio)
Boca Juniors x Deportivo Cuenca
Pachuca x Sporting Cristal

Projeção: vitórias de Boca e Pachuca definem os classificados.

Boca: 13 pontos, 9 de saldo.
Pachuca: 10 pontos, -2 de saldo.

Possíveis cruzamentos para as próximas fases

O regulamento da Copa Libertadores 2005 apresenta uma novidade para as oitavas-de-final: os confrontos se definirão pelas campanhas das equipes na primeira fase, não havendo um cruzamento prévio de grupos. A fórmula é a explicada a seguir: separam-se as 16 equipes em dois grupos – vencedores e segundos colocados. A seguir, ordenam-se os grupos pelas suas campanhas – os vencedores de grupos ficam com as vagas 1 (melhor primeiro) a 8 (pior primeiro), enquanto os segundos colocados ficam com as vagas 9 (melhor segundo) a 16 (pior segundo).

No momento, apenas uma vaga já tem dono certo: o River Plate assegurou a vaga 1, e a vantagem de jogar a segunda partida em casa até o final do torneio.

Como ficariam as vagas, com as classificações de momento (como o Grupo 4 ainda apresenta um jogo a menos, uso o aproveitamento dos clubes para critério, o que inverte as posições de Olmedo e Palmeiras):

1 River Plate x Olmedo 16
2 Tigres x Palmeiras 15
3 Boca Juniors x Pachuca 14
4 Cerro Porteño x Bolívar 13
5 Atlético x Banfield 12
6 São Paulo x Universidad de Chile 11
7 Santos x Cobreloa 10
8 Chivas Guadalajara x America de Cali 9

Após as projeções, qual o cenário para as oitavas-de-final?

Após a projeção proposta acima, esta seria a ordenação dos primeiros e segundos colocados na primeira fase, em dois cenários distintos:

1. Com vitória do Atlético sobre o Independiente: o Atlético seria o quarto melhor primeiro colocado, enfrentando o quinto melhor segundo colocado. O Palmeiras desponta como maior favorito a acabar na posição, com os chilenos da Universidad de Chile e o mexicano Pachuca correndo por fora. Caso passe pelas oitavas, o provável adversário seria o São Paulo, e nas semifinais, o adversário poderia ser o River Plate. Cenário indigesto, que se completaria em uma possível final contra Boca Juniors ou Santos.

Os possíveis e prováveis cruzamentos, conforme o cenário acima:

(River Plate x Cobreloa) x (América x Chivas)
(Atlético x Palmeiras) x (São Paulo x Pachuca)

(Tigres x Junior) x (Cerro Porteno x Banfield)
(Boca x U. de Chile) x (Santos x LDU).

2. Empate do Atlético com o Independiente: o empate classifica o Atlético, mas não como primeiro colocado no grupo. Com 11 pontos e 1 gol de saldo, o Furacão seria o melhor segundo colocado, o que o colocaria contra os mexicanos Chivas de Guadalajara. Este cenário também é indigesto, pois as quartas-de-final poderiam reservar o River Plate, com as semifinais esperando São Paulo ou Santos, e o Boca Juniors em uma possível final. O clube sempre jogaria a segunda partida fora de casa.

Os possíveis e prováveis cruzamentos, conforme o cenário acima:

(River Plate x Cobreloa) x (Atlético x Chivas)
(São Paulo x Palmeiras) x (Santos x Pachuca)

(Tigres x Junior) x (Cerro Porteno x Banfield)
(Boca x U. de Chile) x (América x LDU).

Cenário alternativo: Como o Banfield, da Argentina, apresenta um saldo muito parecido, há a possibilidade do Atlético ser o segundo melhor segundo, o que o colocaria contra o Cerro Porteño. Este cenário seria o que teria, na teoria, menores dificuldades: o Atlético escaparia de River Plate, São Paulo e Santos até uma possível final, enquanto o Boca Juniors somente seria enfrentado na semifinal da Copa. Em contrapartida, o clube sempre jogaria a segunda partida fora de casa.

Os possíveis e prováveis cruzamentos, conforme o cenário acima:

(River Plate x Cobreloa) x (Banfield x Chivas)
(São Paulo x Palmeiras) x (Santos x Pachuca)

(Tigres x Junior) x (Cerro Porteno x Atlético)
(Boca x U. de Chile) x (América x LDU).

Esta análise e projeção, por ser baseada em palpites, não deverá estar completamente certa ao final da última rodada. Mas são as possibilidades mais lógicas para o Atlético na Copa Libertadores. Não esquecendo que, não importa o que aconteça em outros grupos, o Atlético não pode perder para o Independiente, pois isso significaria sua eliminação na primeira fase.



Últimas Notícias

Vitor Roque voltará a vestir a amarelinha [foto: perfil oficial do jogador no Twitter]

Seleção

Piás do Caju na Seleção Sub-20

O técnico Ramon Menezes, da Seleção Brasileira Sub-20, anunciou nesta quinta (8) a lista dos 22 convocados para a disputa do torneio Conmebol Sul-Americano, que…

Brasileiro

Libertadores, estamos chegando!

Na Arena da Baixada, o Athletico enfrentou o Botafogo pela última rodada do Campeonato Brasileiro de 2022. Dependendo somente das suas forças para garantir presença…