6 maio 2005 - 0h58

Time precisa de duas semanas para entrar em forma

Quem assistiu aos dois primeiros jogos do Atlético no Campeonato Brasileiro não pôde deixar de reparar: o time não atingiu o preparo físico ideal. Na linguagem popular do futebol, os jogadores "estão botando a língua para fora". As dificuldades surgem especialmente na etapa final, quando o cansaço pesa mais.

O problema físico foi apontado pelo próprio técnico Edinho depois da derrota para a Ponte Preta em casa. Depois, o supervisor Antônio Carlos Gomes culpou a maratona de jogos pelo declínio físico do elenco.

Nesta quinta-feira, a Gazeta do Povo e o Estado do Paraná publicaram reportagens tratando do tema a partir de declarações do preparador físico Márcio Meira. "Quando chegamos aqui, jogamos duas partidas da Libertadores e a final do Paranaense. Até aí o desempenho foi brilhante, mas isso acabou prejudicando o andamento do nosso trabalho e entramos no Nacional com duas derrotas", observou.

Para ele, o problema físico acarreta erros de ordem técnica. "Os jogadores têm resistência, conseguem chegar bem até o fim da partida, mas faltava força. Assim, os atletas perdiam cabeçadas, disputas na velocidade", afirma Meira.

A previsão do preparador físico atleticano é de que o elenco esteja na forma ideal dentro de duas semanas. Isso significa que para o jogo contra o Internacional, na Kyocera Arena, o rendimento físico estará dentro do pretendido pela comissão técnica.



Últimas Notícias