13 jun 2005 - 23h22

Diego: "É o jogo da minha vida"

O goleiro Diego sintetizou, nesta segunda-feira, o que representa ao Atlético Paranaense o jogo contra o Santos, quarta-feira, às 22h, na Vila Belmiro, pela Copa Libertadores da América. “É o jogo da minha vida“, declarou o camisa 1 à rádio CBN de Curitiba. A declaração não acontece à toa: com um empate em Santos o campeão paranaense chega, pela primeira vez em sua história, à semifinal do campeonato sul-americano, do qual participa pela terceira vez.

Sobre o fato do adversário estar desfalcado do ídolo Robinho e o do lateral-esquerdo Léo, que ficam na Seleção Brasileira até o final do mês, Diego afirmou que o fato não vai tornar mais fácil a sua tarefa. “Os substitutos vão querer mostrar serviço. Pode ser até mais difícil“, diz.

Para o “jogo do ano“, o técnico Antônio Lopes só não dispõe de um jogador que vinha atuando ultimamente entre os titulares: o volante Alan Bahia, expulso na partida de ida entre os dois times, quando os paranaenses venceram por 3 x 2. André Rocha vai substituí-lo, a exemplo do que ocorreu no empate sem gols com o Figueirense, sábado, pelo Campeonato Brasileiro, em Curitiba. Sem mistérios, o Atlético enfrenta o Santos com: Diego; Jancarlos, Danilo, Durval e Marcão; Cocito, André Rocha, Ticão e Fabrício; Lima e Aloísio.



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…