14 jun 2005 - 17h36

Expoente: negociações evoluem e nova reunião é marcada

O diretor-presidente da Organização Educacional Expoente, Armindo Angerer, compareceu hoje à Casa Civil do Governo do Estado do Paraná para uma reunião com Caíto Quintana, Chefe da Casa Civil. Na pauta, a discussão acerca da liberação, por parte do Expoente, da área necessária ao Atlético para as obras de conclusão da Kyocera Arena. O Rubro-negro é proprietário de 50% do imóvel sobre o qual está edificada a sede do Expoente no Bairro Água Verde. Os outros 50% pertencem ao empresáro Marcelo Gava. O Expoente é locatário do imóvel, mas não paga o aluguel há vários meses. Em razão disso, setores da torcida atleticana deflagraram um movimento denominado "Xô, Expoente". O primeiro passo foi uma reunião com Caíto Quintana, Chefe da Casa Civil, para obter a participação do Governo do Estado na negociação entre as partes. Depois, os organizadores do movimento tiveram uma reunião com o próprio Armindo Angerer, na sede do Expoente.

Nesta terça-feira, a reunião entre Angerer e Quintana durou cerca de duas horas e se encerrou há poucos minutos. O Atlético participou apenas como observador, representado pelo advogado Marcos Augusto Malucelli e pelo conselheiro Mario Celso Cunha. Doático Santos, presidente da Confraria ETA, também esteve presente na condição de observador. As conversas evoluíram no sentido de uma solução para o litígio. Porém, o acordo necessita igualmente da participação do outro proprietário do imóvel. Por essa razão, foi marcada uma nova reunião entre as partes para a próxima segunda-feira, dia 20 de junho. Desta vez, negociarão representantes do Atlético, de Marcelo Gava e do Expoente.

Mesmo assim, a Confraria ETA estipulou um prazo de dez dias para que fosse solucionado definitivamente o caso, com o Expoente determinando a liberação da área pertencente ao Atlético. Caso isso não ocorra, será intensificado o movimento "Xô, Expoente", que está organizado para mobilizar a população paranaense.



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…