16 jun 2005 - 1h14

Marcão destaca o apoio do torcedor

Eles eram apenas duas mil pessoas cercadas por cerca de 16 mil santistas por todos os lados. Mas nem mesmo a inferioridade numérica da torcida atleticana na Vila Belmiro foi capaz de calar a fanática galera Rubro-negra. Mesmo antes da bola rolar, já dava para perceber que o torcedor ia fazer a sua parte. Afinal, eles representavam uma nação composta por um milhão de atleticanos, que estava espalhada em todas as partes do mundo, enviando pensamentos positivos direto para o estádio Urbano Caldeira.

E esse apoio da torcida foi destacado pelo zagueiro e capitão do time atleticano Marcão. Segundo ele, a força da torcida foi fundamental para a vitória atleticana tanto no jogo de Curitiba, quanto na Vila Belmiro. “Nossa equipe se comportou muito bem hoje. Ninguém acreditava em nós, todo mundo dizia que o Santos já era semifinalista. Mas a nossa torcida estava com a gente, acreditou, incentivou. Com essa força, o Atlético cresce muito mais”, disse o jogador.

Segundo Marcão, o objetivo agora é manter o mesmo ritmo para se recuperar no Brasileiro e conseguir chegar à final da Libertadores. “Disseram que a gente chegou até aqui na sorte. Tem sorte quem trabalha. E nós trabalhamos bastante para chegar até aqui. Por isso, agora, temos que continuar no mesmo ritmo, para ir cada vez mais adiante na Libertadores e conseguir a reabilitação no Brasileiro. O Atlético é forte, sim!”, completou o jogador.



Últimas Notícias

Brasileiro

Desastre aéreo no Maracanã

O Athletico foi massacrado pelo Flamengo, que impôs 5 a 0, ao natural, nesse domingo(14), diante de 62 mil pessoas, no Maracanã, pela 22ª rodada…

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…