17 jun 2005 - 0h59

Roth pode mudar metade do time do Flamengo

Pelo que se viu no coletivo desta quinta-feira, o Flamengo que enfrentará o Atlético neste sábado, na Arena Petrobras, será totalmente diferente do que perdeu para o Corinthians por 4 a 2 no último domingo. Ao todo, serão seis modificações. A principal delas, a barração do zagueiro Júnior Baiano, que era o capitão do time.

O técnico Celso Roth não quis confirmar as mudanças e despistou: "Ainda teremos o treino nesta sexta para eu definir a escalação." Na quarta, Roth já havia perdido Jônatas, contundido, e anunciado a volta dos zagueiros Henrique e Rodrigo e do atacante Obina. Nesta quinta, o coletivo revelou mais duas mudanças: saem o volante Da Silva e o ala-esquerdo André Santos para a entrada de Róbson e do jovem Renato Augusto.

Na defesa, Fernando treinou o tempo todo como titular, deixando Júnior Baiano no time reserva. Baiano deu entradas ríspidas durante o coletivo e, irritado, saiu sem falar com a imprensa. Roth não viu nada de anormal. "É que o Baiano treinou de uma forma diferente da que joga no time titular. Ele ficou mais exposto ao combate direto aos atacantes." No meio-campo, Róbson e Júnior formam a dupla de volantes, com Renato Augusto na armação da equipe – Renato, mais uma vez, joga improvisado na ala esquerda. O ataque será composto novamente por Jean e Obina.

O Fla deverá entrar em campo, neste sábado, com a seguinte formação: Diego; Henrique, Fernando e Rodrigo; Leonardo Moura, Róbson, Júnior, Renato Augusto e Renato; Jean e Obina.



Últimas Notícias

Brasileirão A1|Opinião

NEM 8, E NEM 80

O título do que será relatado abaixo, resume muito o sentimento desse ilustre torcedor quem vos escreve.   Na noite de ontem o Furacão entrou…