19 jun 2005 - 11h53

Jogadores não escondem pensamento na Libertadores

O Atlético entrou em campo neste sábado para enfrentar o Flamengo, mas o pensamento estava na partida da próxima quinta-feira, contra o Chivas Guadalajara, pela semifinal da Libertadores. Não poderia ser muito diferente. O jogo da próxima semana será o principal da história do Atlético Paranaense em todos os seus 81 anos e três meses.

"Está todo mundo pensando nesse jogo. Querendo ou não, o pensamento fica nesse jogo. É um jogo que faz com que a gente possa entrar na história do Atlético, do futebol paranaense e até do futebol brasileiro", comentou o meia Fabrício. "Quinta-feira será um grande jogo na Arena. Temos de fazer um bom resultado. Será difícil, mas esperamos o apoio do nosso torcedor", completou Lima, convocando a nação atleticana. André Rocha, que deverá atuar no meio-campo, está empolgado com o jogo: "Será um jogo histórico e vamos fazer de tudo para sair com a vitória".

Fernandinho não atuou contra o Fla, mas também revelou que já pensa no Chivas. "Quinta-feira será um grande jogo na Arena. Temos de fazer um bom resultado. Será difícil, mas esperamos o apoio do nosso torcedor", disse Fernandinho, que espera ter a chance de jogar. "Não foi possível ir para a Seleção, mas acabei me recuperndo a tempo. Deus sabe o que faz, então espero que a gente possa conquistar esse título tão importante para a carreira de cada um", deseja o meia, principal estrela do clube na Libertadores.



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…