24 jun 2005 - 2h08

Lopes: "Está todo mundo com os pés no chão"

O Atlético Paranaense adotou um discurso de cautela após a vitória, por 3 a 0, sobre o Chivas Guadalajara, nesta quinta-feira, pela semifinal da Copa Libertadores da América. Nem a larga vantagem adquirida (derrota por dois gols de diferença ou até por três, desde que marque um, o leva á final do torneio), para a partida de volta no México, rendeu declarações de euforia, nos vestiários da Arena da Baixada. "A euforia tem que ficar para a torcida. O grupo do Atlético é humilde, está todo mundo de pés no chão", resumiu o técnico Antônio Lopes.

Com Lopes, fizeram coro o zagueiro Marcão e o goleiro Diego. "Primeiro temos que pensar no Fortaleza. Só na segunda-feira é que vamos nos preocupar com a partida em Guadalajara", afirmou o primeiro, referindo-se ao próximo adversário no Campeonato Brasileiro, domingo, às 18h10, no estádio Couto Pereira. "Chegamos até aqui sempre vendo os outros como favoritos. Então, não falamos nada antes da hora", discursou o camisa 1.

Ao analisar a vitória sobre os mexicanos, o treinador elogiou o adversário e negou ter segurado taticamente o Atlético no segundo tempo (houve poucos lances de gol na primeira meia hora). "O Chivas é uma equipe muito bem organizada taticamente. Nós vencemos porque fizemos uma partida excepcional e não houve respeito no segundo tempo, mas apenas equilíbrio. Não adiantaria forçarmos na frente e tomarmos um gol em contra-ataque", justificou.

Lopes encerrou a entrevista coletiva afirmando que não vai poupar titulares, domingo. Só quem não joga é o atacante Aloísio, suspenso por cartões amarelos (Jorge Henrique deve substituí-lo). Contra os cearenses, o panorama que cerca o Atlético não tem nada de empolgante. Na tabela do Brasileiro, o time que está próximo da final da Libertadores é o último colocado, com apenas dois pontos em oito rodadas. Além deste, há outros dissabores: punido pelo arremesso de um rojão ao gramado da Arena, o jogo acontece no Couto Pereira, campo do rival Coritiba, e com portões fechados.



Últimas Notícias

Opinião

Passo a passo

O mundo anda acelerado demais. Era um processo que já vínhamos passando mas parece que se acelerou no período pós pandemia, pois todo mundo parece…