6 jul 2005 - 12h16

Colunistas da Zero Hora comentam a partida

Todos os colunistas da editoria de Esportes do jornal gaúcho Zero Hora destacam a final da Libertadores, esta noite, entre Atlético x São Paulo. Veja o que escreveram os jornalistas:

MÁRIO MARCOS DE SOUZA (Coluna Bola Dividida)
– Por justiça – O jogo desta noite, entre Atlético-PR e São Paulo, é daqueles que merecem estádio lotado. É um confronto de luxo em disputa do título mais importante do continente. Vale a pena ir ao Beira-Rio.
– Divisão – Pelas mensagens recebidas nos últimos dias, os torcedores da Dupla vão manter a tradição no jogo de hoje: estarão divididos. Os gremistas não querem que o time paulista chegue ao terceiro título, desempatando a disputa com o próprio Grêmio. Os do Inter torcem pelo São Paulo porque, neste caso, haverá um concorrente a menos na disputa pelas vagas na Libertadores.
– Promoção – A exemplo do que fez no jogo da Seleção, o governo vai aproveitar a decisão desta noite para promover o Estado. Além da distribuição de bandeirinhas aos torcedores, da bandeira no guindaste, a imprensa receberá kits com produtos gaúchos e terá atendimento especial nas cabines. O jogo, como se vê, foi um achado para o Inter e o Estado.
– Ao vivo – O Sportv prevê para hoje cerca de 12 horas de transmissão, direto do Beira-Rio, a partir das 9h. Ontem à noite, a emissora fez link ao vivo com a TVCOM para atualizar o noticiário sobre a final da Copa Libertadores.

WIANEY CARLET
– Dormiram de touca – Que me perdoem os dirigentes do Atlético Paranaense, mas não lhes cabe direito ao berreiro que estão fazendo. Foram imprevidentes, não leram o regulamento e deixaram para resolver a questão do local do jogo em cima do laço. Se conhecessem as regras e não tivessem dormido de touca, teriam erguido as arquibancadas que completariam a acomodação de 40 mil torcedores logo após a goleada aplicada sobre o Chivas. Haveria tempo suficiente para as necessárias comunicações, vistorias e outras providências. Não acreditavam na classificação? Por isso, o papel de vítima, agora, não lhes senta bem. Espernear é do jogo, mas chega o momento em que é preciso se preservar do ridículo. Não foi por culpa do São Paulo, CBF ou Conmebol que o Atlético perdeu o direito de disputar o primeiro jogo na sua casa. Foi, sim, por imprevidência dos seus dirigentes, lamento repetir.
– Grande jogo – Não é comum um estádio receber três torcidas diferentes. Assim será, esta noite, no Beira-Rio. Entre os torcedores de São Paulo e Atlético Paranaense estarão os gaúchos, interessados apenas em assistir ao grande jogo. Serão minoritários, obviamente, porque a maioria estará engajada. Por quem torcerão estes gaúchos? Palpite: a maioria vestirá a camiseta do São Paulo. A rivalidade entre gaúchos e paranaenses cresceu bastante nos últimos anos.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…