14 jul 2005 - 0h13

Washington matou treino para ver jogo do Furacão

Um ídolo do Atlético Paranaense, atualmente no futebol japonês, manifesta grande ansiedade para a decisão da Copa Libertadores da América, que acontece nesta quinta-feira, contra o São Paulo, na capital paulista. “Eu adoraria participar desse momento”. declara Washington, artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2004 (34 gols) pelo time de Curitiba, em entrevista publicada pelo jornal Gazeta do Povo.

O atacante afirma que chegou a “matar” treino no Verdy Tokyo para assistir à primeira partida desta final (1 x 1, em Porto Alegre, na quarta-feira da semana passada). “Levei uma pancadinha no dia anterior, nada grave. Pedi para ficar fazendo gelo e assistir o jogo no departamento médico”, confessa.

O “Coração Valente” (termo que o acompanhou no Furacão por ter superado 18 meses de complicações cardíacas) entende que o time no qual atuou era superior, mas que a desta temporada é mais determinada. “O time (de 2004) era tecnicamente melhor, mas o de agora é mais guerreiro e a Libertadores é isso. Às vezes, tem de deixar a técnica de lado e jogar na vontade”, compara.

Para os jogadores que o substituem no ofício de fazer gols, o artilheiro também reserva elogios. “O Lima superou um começo ruim, quando pegaram no pé dele por ter vindo do Coritiba. O Aloísio é um goleador, tem sido fundamental na Libertadores”, destaca.



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…