17 jul 2005 - 19h45

Para Lopes, vitória sobre o Galo dará moral ao time

Ao final da partida entre Atlético Mineiro e Atlético Paranaense, o técnico Antonio Lopes concedeu uma rápida entrevista coletiva aos profissionais da imprensa e falou sobre o resultado do jogo, que fez com que o Rubro-negro desse adeus à condição de ser o lanterna do Campeonato Brasileiro.

Além disso, Lopes comentou sobre a atuação de Caetano, sobre o plantel atleticano e da volta de Denis Marques e Dagoberto. Confira a íntegra da entrevista coletiva:

ADVERSÁRIO
“O Atlético Mineiro tem um meio-campo muito bom, jogadores de qualidade técnica boa, velocistas e de boa conclusão. Ganhamos de uma grande equipe. Acho que, se não tivéssemos uma grande dedicação, não teríamos vencido o Atlético. Quanto ao jogo, não achei que houve erro de posicionamento. Ainda vou ver o vídeo-taipe, mas acho que houve uma desatenção dos jogadores”.

MÉRITOS
“Nossos jogadores não desistiram nunca de atacar. Lógico que tínhamos que nos recompor rapidamente para poder defender também, porque o Galo veio com tudo. Tomamos os dois gols ali, por bobeiras, mas não nos abdicamos de atacar. Merecemos ganhar o jogo”.

VITÓRIA
“A vitória foi importante porque fez com que saímos da última colocação e a equipe ganha moral com isso. Os jogadores de certificaram hoje de que possuem condições de sair da zona de rebaixamento e que podem alcançar colocações melhores”.

JOGADORES
“Eles melhoraram do jogo contra o São Paulo, pela aproximação que o time teve e por terem errado menos. Aquela aproximação que o Fabrício e o Evandro tiveram no campo de ataque com o Aloísio e o Caetano foi fundamental para que fizéssemos uma boa partida e errássemos menos passes. Estamos na expectativa de ser solucionado o caso do Denis Marques, que parece que vai ser julgado dia 21, sendo que a suspensão dele também já está terminando. Além disso, estamos aguardando o Dagoberto, que vai ficar de fora mais duas semanas. Com a volta desses dois jogadores a equipe vai ficar muito mais qualificada. Ainda temos o Adriano, que é um bom zagueiro e se apresentou bem contra o Coritiba e o Brasiliense. A nossa tendência é colocar para jogar os atletas que estiverem melhores na equipe”.

FABRÍCIO
“Ele está bem, nós já tínhamos conversado bastante anteriormente. Ele perdeu o pênalti contra o São Paulo, mas de maneira nenhuma deveria ser crucificado. Ele entendeu que quem bate está sujeito a perder. Até acho que ele bateu bem, mas se preocupou em tirar do Rogério Ceni. Mas o gol dele hoje foi o que nos deu a vitória. Lógico que ele fica com o pensamento voltado pro pênalti perdido, mas hoje eu tenho certeza de que ele vai esquecer o que aconteceu e seguir em frente”.



Últimas Notícias

Notícia

Deu tela azul, no Azuriz

Pela sexta rodada do Campeonato Paranaense o Athletico recebeu o Azuriz. E desde o início demonstrou que está em franca evolução. Já aos 4 minutos,…