17 jul 2005 - 20h44

Torcida do Galo gritou olé no final do primeiro tempo

Ao som de olé, o ataque rubro-negro trocou passes no final do primeiro tempo. Os gritos, porém, não vinham da torcida do Clube Atlético Paranaense, mas do Clube Atlético Mineiro, mandante da partida deste domingo, pela décima segunda rodada do Brasileirão. O Furacão fez 2 a 0 aos 43 minutos do segundo tempo e não sofria qualquer ameaça do Galo. Irritada, a torcida alvinegra passou a gritar olé quando o Furacão pegava na bola e a vaiar quandos os jogadores do Galo eram acionados.

No intervalo, a torcida xingou o técnico Tite e pediu o nome de Emerson Leão, ex-treinador do clube e atualmente desempregado. O ânimo dos torcedores melhorou quando o Galo empatou nos primeiros dez minutos do segundo tempo, mas voltou a ficar exaltado depois dos 38, quando Fabrício fez o terceiro gol rubro-negro.



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…

Brasileirão A1

Mais do mesmo…

Pela sétima rodada do Brasileirão, no Presidente Vargas, Fortaleza 1 x 0 Athletico. Se a dificuldade técnica do time do Athletico já era esperada para…