29 ago 2005 - 8h57

Manchetes atleticanas desta segunda-feira

Com excesso de jogadores no departamento médico e suspensos e os erros bobos cometidos contra os gaúchos, o técnico Antônio Lopes vai usar a “semana cheia” para intensificar os trabalhos e colocar a casa em ordem. Além de acertar os ponteiros, a tendência é de que Aloísio e Dagoberto possam se recuperar de lesões e voltar na partida contra o Santos, programada para o dia 7.

 

No dia em que completava 200 jogos na Arena, o Rubro-Negro esperava novo triunfo para ampliar a série de vitórias como mandante – eram oito rodadas até então. Se conseguisse bater os gaúchos e vencesse o compromisso do dia 7 de setembro contra o Santos, poderia o Atlético chegar ao 11.º lugar, limite da classificação ao torneio sul-americano.

 

Os jogadores do Atlético-PR confessaram após a derrota para o Juventude, sábado, que a vantagem que os gaúchos abriram no placar, de dois gols, abalou a equipe dentro de campo.

 

O técnico do Atlético, Antonio Lopes, culpou a má pontaria da equipe pelo empate em 2 a 2, no último sábado, na Arena, contra o Juventude. “Nosso erro foi termos perdido tantos gols no primeiro tempo”, declarou. “Nós estávamos jogando bem, atuando pelos flancos, fazendo cruzamentos na área e criando várias chances. Tivemos umas quatro, cinco oportunidades claras de gols no primeiro tempo”, comentou.

 

No sufoco, o Atlético Paranaense empatou em 2 a 2 com o Juventude, sábado, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela segunda rodada do returno do Campeonato Brasileiro. O resultado foi comemorado como uma vitória, já que o Furacão perdia o jogo por 2 a 0.

 


Últimas Notícias

Brasileirão A1

Até empatar!

Pela nona rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 1 x 1 Anderson Daronco. Como já esperado, o jogo seria bastante brigado e equilibrado. O desequilíbrio…

Brasileirão A1

Pra espantar a zica

Pela oitava rodada do Brasileirão, na Baixada, Athletico 3 x 1 Criciúma. Precisando se recuperar das últimas péssimas atuações, o Athletico foi a campo pressionado.…

Opinião

O paradoxo de Cuca

Há motivos para se gostar de Cuca, não necessariamente pelo o que tem feito aqui, mas pelo seu histórico vencedor, estando claramente na prateleira de…