8 set 2005 - 8h53

Manchetes atleticanas desta quinta-feira

Atlético/PR e Santos fizeram jogo bastante movimentado nesta quarta-feira, que culminou em um empate por 3 a 3. Para Marcão, o resultado foi justo, mas acabou sendo ruim em razão do Furacão estar atuando na Arena da Baixada. “O empate foi justo.

 

Numa noite de muito frio, Atlético e Ricardinho, ou melhor, Santos fizeram uma grande partida e empataram por 3 a 3, ontem, na Arena da Baixada. Com o resultado, o Rubro-Negro continua estacionado na 15.ª colocação do Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso do Furacão é o Corinthians, domingo, em São Paulo. À tarde, o elenco volta a trabalhar no CT do Caju.

 

Semelhante à partida contra o Juventude, ontem o Furacão só conseguiu a igualdade nos últimos minutos da partida. No pênalti convertido (e sofrido) por Ferreira, aos 39 minutos do segundo tempo, o time de Antônio Lopes mais uma vez salvou a invencibilidade que mantém na Arena desde o dia 1.º de junho, quando venceu o mesmo Peixe – 3 a 2, pelas quartas-de-final da Libertadores. Desde então, foram dez jogos sem derrota – oito vitórias e dois empates.

 

O Atlético-PR abriu o placar com apenas um minuto de jogo. Marcão cobrou arremesso lateral da esquerda para Ferreira. O meia recebeu e sofreu falta de Zé Elias. A posição da cobrança indicava o cruzamento como opção mais provável, mas Jancarlos bateu direto e encobriu o goleiro Saulo.

 

Centro da confusão que marcou a partida entre Atlético-PR e São Paulo no último dia 20, o presidente do Conselho Deliberativo do clube paranaense, Mário Celso Petraglia, foi absolvido por unanimidade pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) na noite de terça-feira.

 


Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…