8 set 2005 - 17h59

Vice-campeão de 2004 é demitido do São Caetano

Acabou rapidamente a passagem de Levir Culpi pelo São Caetano. Nesta quinta-feira, o treinador chegou a um acordo com a diretoria do clube paulista, deixando seu cargo. Levir caiu após a quarta derrota seguida do São Caetano no Brasileirão.

Na última quarta, o time do ABC paulista foi goleado pelo Fortaleza por 5 a 2. Antes, havia perdido para Goiás, Palmeiras e Cruzeiro. Ao todo, Levir comandou o São Caetano por nove partidas, com apenas duas vitórias, dois empates e cinco derrotas. "Após a derrota para o Fortaleza, procurei os diretores para uma conversa e avaliação do trabalho", explicou.

Em queda na tabela e estacionado nos 32 pontos, o São Caetano já é o 14° lugar, fora até mesmo da zona de classificação para a Copa Sul-Americana. O Azulão agora buscará seu terceiro treinador para este Brasileirão, já que começou o torneio com Estevam Soares no comando.

Férias antecipadas

Levir Culpi não pretende buscar trabalho em algum outro clube neste segundo turno do Campeonato Brasileiro. Alegando cansaço, o treinador pretende descansar nestes últimos meses de 2005.

"Venho de duas temporadas bem desgastantes", contou Levir, relembrando o vice-campeonato brasileiro na última temporada e sua passagem pelo Cruzeiro este ano. "Lá foram muitas competições e um certo desgaste porque os resultados não surgiram imediatamente", disse, sobre sua passagem pela equipe mineira.

Levir, inclusive, diz que não pretendia ter assumido outra equipe após sair do Cruzeiro. "Eu pretendia ficar o restante do ano sem dirigir uma equipe, porém, quando o São Caetano me convidou, decidi dirigir a equipe por ser um clube que sempre me chamou atenção".

Fora do Azulão, Levir pretende colocar em prática a idéia de descansar. "Pretendo ficar o restante do ano cuidado de algumas coisas que eu deixei de lado, descansar a cabeça e, em janeiro, voltar ao futebol", terminou.

Fonte: UOL ESPORTES



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…