7 out 2005 - 1h40

Revista Placar esquece de Dagoberto

A edição de outubro da Revista Placar (n° 1287, Robinho na capa, placar.abril@atleitor.com.br) traz uma matéria sobre o atacante Dagoberto, do Atlético. A reportagem, intitulada "Um ano de martírio", promete relatar "exatamente o que aconteceu" na trajetória do jogador após sua contusão ocorrida em outubro do ano passado, num jogo contra o Paraná Clube. Porém, a matéria apresenta diversos equívocos e ainda tenta desvalorizar o craque rubro-negro.

A chamada da matéria é a seguinte: "Lembra do Dagoberto? Ele machucou o joelho dia 17 de outubro de 2004 e nunca mais foi o mesmo." A pergunta da Placar soa estranho. Afinal, quem pode ter se esquecido de Dagoberto, um dos maiores craques do futebol brasileiro? A afirmação de que ele "nunca mais foi o mesmo" também parece inadequada, já que durante os últimos meses o jogador se recuperou da lesão e, quando voltou, teve bom desempenho contra o Flamengo e excelente atuação contra o Fortaleza, marcando um gol e participando de outros dois. Depois, a revista diz que a volta de Dagoberto virou "novela" e cogita até a possibilidade de uma nova cirurgia.

A Placar ainda afirma que o médico que operou Dagoberto, Freddie Fu, é desconhecido. Na verdade, Fu é um dos mais renomados ortopedistas dos Estados Unidos. Em 25 de novembro de 2004, a Furacao.com publicou uma reportagem sobre Freddie Fu. Ele é diretor do departamento de cirurgia ortopédica do University of Pittsburgh Medical Center. Especializado em medicina esportiva, é o chefe do departamento médico dos clubes Pittsburgh Steelers (futebol americano) e Pittsburgh Penguins (hóquei). Dentre a lista dos famosos operados pelo Dr. Fu estão Mario Lemieux (maior jogador de hóquei de todos os tempos), Dan Marino (jogador de futebol americano) e Kathleen Turner (atriz).

Por fim, a reportagem da revista ainda insinua que Dagoberto podia estar enfrentando instabilidade no joelho e conclui dizendo que seus empresários falavam em esperar mais um ano para o atacante jogar.

A resposta à matéria foi dada por Dagoberto dentro de campo. Mesmo com a torcida contrária, o ídolo da torcida atleticana voltou em excelente forma e logo em seu segundo jogo já reassumiu o posto de titular. Atuou por 87 minutos e foi eleito o melhor em campo pelas rádios locais. Prova de que está recuperado e pronto para retomar seu posto de craque no futebol brasileiro.



Últimas Notícias

Notícias

Já faz um ano….

Neste dia 04 de março faz exatamente um ano que o torcedor atleticano viu o Furacão de perto, ao vivo e em cores dentro da…