13 out 2005 - 16h49

Escolinha do Atlético é campeã no Mato Grosso do Sul

Um dos maiores desafios do Atlético é angariar novos torcedores e descobrir novos talentos no futebol brasileiro. Por isso, há alguns anos o clube criou o departamento de escolas de futebol, constituído por profissionais especializados em diversas áreas, exclusivamente para dar suporte e desenvolver um trabalho com crianças e adolescentes em diversas partes do Brasil. Um exemplo de sucesso entre as mais de 30 escolas do Atlético espalhadas pelo Brasil é a unidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul.

O projeto no Mato Grosso do Sul começou em janeiro deste ano e dez meses depois já resultou em uma importante conquista regional. Os garotos atleticanos derrotaram o tradicional time do Operário por 4 a 1 e foram campeões da categoria pré-mirim. Além do troféu de primeiro lugar, o Rubro-negro teve o goleiro menos vazado do torneio (2 gols), o artilheiro (Angstron, 10 gols) e o vice-artilheiro da competição (João Guilherme, 8 gols).

Para o coordenador técnico das escolas de futebol do Atlético, André Leite, é muito importante para o clube que as escolas façam sucesso nos seus estados. "Nós implantamos uma metodologia própria nas escolas. Além disso, trabalhamos muito para dar suporte e todo o apoio necessário para o crescimento das unidades", comemorou Leite.

Se dentro de campo a escola em Dourados faz sucesso, fora dele não é diferente. "Aos poucos nós estamos ganhando espaço nas cidades em que contamos com escolas do Atlético. Agora, é nítido que os garotos começam a torcer de verdade para o Atlético. Isso é muito importante para a consolidação do projeto de Marketing”, concluiu Eduardo Requião, coordenador de marketing das escolas de futebol do Atlético.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…