16 out 2005 - 1h41

E somos a maior!

Deu a lógica. Na maior pesquisa de opinião pública realizada em Curitiba, a torcida do Atlético deu uma goleada nos rivais. A informação é da Gazeta do Povo deste domingo. Num levantamento encomendado pelo jornal ao Instituto Paraná Pesquisas, a massa rubro-negra é a maior da capital com 26,8%. O Coritiba aparece em segundo com apenas 19,6% enquanto que o Paraná Clube tem 10,1% na preferência dos torcedores. Antes dos coxas, porém, 26,5% dos entrevistados garantiram não torcer por ninguém.

"Veja o cuidado (que o Atlético teve) com os uniformes, a modernidade do estádio, as parcerias, os projetos e a criação de um CT de ponta. Tudo isso ajuda a compor a imagem do clube perante o torcedor ou o torcedor potencial", afirmou à Gazeta do Povo, André Caldeira, diretor de marketing do Grupo Positivo. Foram ouvidas 6.700 pessoas em Curitiba com mais de 16 anos. A amostra representa um grau de confiança de 95% para uma margem de erro estimada em apenas 1,2% para os resultados gerais. "Para evitar influências sazonais, como o título estadual ou uma boa campanha no Brasileiro, por exemplo, fizemos várias rodadas de entrevistas durante quatro meses (junho a setembro)", explicou o diretor da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo Lopes de Oliveira na reportagem assinada pelo jornalista Sandro Gabardo. Durante o período em que a pesquisa foi realizada, o Atlético começou muito mal o Brasileiro e a Libertadores; depois melhorou nas duas competições. Já o Coritiba começou bem o Nacional e depois caiu, e continua caindo, de produção.

A força das mulheres

A torcida do Atlético é conhecida pela sua beleza e originalidade nas arquibancadas. Um dado interessante captado pela Paraná Pesquisas, leva em conta a preferência das mulheres nos estádios. Segundo o instituto, 27,12% das entrevistadas torcem para o Furacão, contra 26,53% dos homens. Os dados comprovam que a maioria da torcida atleticana já é composta por mulheres: 51% contra 49%.

"Eu torço para o Atlético desde o dia que nasci, por influência do meu pai e do meu avô. Aliás, a família toda é atleticana. A relação do atleticano com o Atlético é muito mais que uma relação time-torcida. É algo que não tem como definir. Somos muito mais que torcedores. Vivemos Atlético o tempo todo, a vida toda. O Atlético não é apenas o clube que torcemos. O Atlético se confunde com as nossas vidas," disse a jornalista Patricia Bahr, que também colabora com a Furacao.com.

Confira os dados completos da pesquisa:

Preferência por time

1) Atlético – 26,8%
2) Nenhum – 26,5%
3) Coritiba – 19,6%
4) Paraná – 10,1%
5) Corinthians – 4,8%
6) São Paulo – 2,9%
7) Palmeiras – 2,3%
8) Flamengo – 2,1%
9) Santos – 1,4%
10) Grêmio – 0,8%

Dados do Atlético – 26,8%

Sexo – 49% homens, 51% mulheres
Escolaridade – 34,7% (Ensino Fundamental), 44,5% (Ensino Médio), 20,8% (Ensino Superior)
Idade – 24% (16 a 23 anos), 39,8% (24 a 39 anos), 26,9% (40 a 59 anos), 9,3% (mais de 60 anos)

A íntegra da reportagem e a pesquisa podem ser vistos neste domingo no site da Gazeta do Povo.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…