27 out 2005 - 20h03

Ex-atleticano Oséas deixa o Brasiliense

Depois de disputar 20 jogos com a camisa do Brasiliense e marcar apenas quatro gols, o atacante Oséas, que teve uma passagem de destaque no Atlético na década de 90, rescindiu seu contrato com a equipe do Distrito Federal. Ao contrário do sucesso que fez com a camisa rubro-negra, quando marcou importantes e decisivos gols que ajudaram o Furacão a conquistar o título Brasileiro da Série B, com a camisa do Jacaré ele não teve o mesmo desempenho. E mais: o atacante, hoje com 34 anos, ficou vários meses parado, devido a uma contusão.

Há duas semanas, Oséas reencontrou o clube e a torcida que o ajudaram a se projetar nacionalmente, na partida entre Atlético e Basiliense, na Kyocera Arena.

Oséas Reis dos Santos chegou ao Atlético em agosto de 1995, como reforço para o time que disputava a 2ª divisão do Campeonato Brasileiro. Ao lado de Paulo Rink, formou uma dupla de ataque que se completava. Seus 14 gols na Série B de 95 lhe renderam a artilharia daquela competição. E mais: foram fundamentais para transformar em realidade o sonho da torcida atleticana em retornar à elite do futebol nacional.

Em 1996, manteve as boas apresentações com a camisa rubro-negra, que lhe renderam, inclusive, a convocação para três amistosos da Seleção Brasileira. No ano seguinte, foi negociado com o Palmeiras.

Depois que saiu do Atlético, além do Palmeiras, Oséas atuou também no Cruzeiro, Santos, Vissel Kobe, Internacional e Brasiliense.

Clique aqui e saiba mais sobre a história do atacante Oséas e sua passagem pelo Furacão.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…