1 nov 2005 - 12h28

Renato Gaúcho não quer clima de vingança na quinta

O jogo contra o Atlético, nesta quinta-feira, em são Januário, tem um sabor de vingança para o Vasco. No primeiro turno, o clube foi goleado de forma humilhante na Arena da Baixada: 7 a 2. Foi a maior derrota do time na história do Campeonato Brasileiro. Após a goleada, o Vasco fez uma limpa no elenco. A nau vascaína zarpou da Colina com 12 jogadores, entre eles, o goleiro Elinton, o zagueiro Gomes e o meia Felipe Alves, que foram titulares contra o Furacão.

"O Atlético Paranaense fez o papel dele. O Vasco estava uma bagunça na época, essa é a verdade. Tinha acabado de assumir. Eles jogaram muito e nós, nada", lembrou Renato Gaúcho, que exige a vitória, mas sem clima de dar o troco. "Não tem essa revanche. Um a zero para a gente já é goleada para mim", completou o treinador.

Dos 14 vascaínos que participaram daquela partida, apenas três vão entrar em campo na quinta-feira: Luciano, Wagner Diniz e Morais. "Sempre cito esse jogo como exemplo para os jogadores. Se tem chance de matar o jogo, mata. Como eles fizeram. Se aquele jogo tivesse mais uns cinco minutos, levaríamos mais gols", lembrou Renato.



Últimas Notícias

Brasileirão A1

Aleluia!

Pela rodada 13 do Brasileirão, no Barracão, Vitória 0 x 1 Athletico. Vindo de uma sequência horrorosa de resultados o Athletico precisava se recuperar no…