5 nov 2005 - 19h55

Com 90% da lesão curada, Fabrício reinicia treinos físicos

O meia Fabrício iniciou neste sábado uma nova etapa do tratamento no joelho operado. Enquanto os colegas treinavam para o jogo deste domingo contra o Palmeiras, Fabrício foi ao gramado começar os trabalhos físicos, correndo em volta do campo. Acompanhado pelo médico Daniel Tenius, o meia comemorou o fato de voltar, mesmo que ainda demore um pouco para trabalhar com bola. "Foi bom voltar aos gramados, é um motivo de alegria muito grande eu já estar correndo no campo. O joelho evoluiu muito depois que eu fiz a artroscopia. O fisioterapeuta está me dando toda a assistência para que eu possa voltar o mais rápido possível aos gramados, quem sabe com bola daqui alguns dias", conta o jogador, que deve voltar a jogar somente em 2006.

Enquanto continua seu tratamento, Fabrício não deixou de lado os jogos. Vai à Kyocera Arena e assiste pela televisão quando o Atlético joga fora de Curitiba, mas conta que a sensação de apenas ficar na torcida é muito ruim. "A gente fica na expectativa da equipe logo vencer os jogos. Assisto como torcedor e não como jogador, então pra mim é uma situação muito complicada porque eu podia estar ali dentro se não estivesse machucado", revela o meia, que garante passar energias positivas ao time em toda concentração. "Passo energia e torço para que nossos companheiros possam render o máximo e sempre conquistar as vitórias para o nosso torcedor", completa.

Sobre seu tratamento, o meia conta que agora precisa fortalecer os músculos que foram prejudicados com a contusão. "Tenho que fortalecer a minha musculatura, porque ela atroficou bastante. Para isso vou começar a trabalhar na pista de propiocepção, ganhar mais agilidade", revela o mineiro, que também quer perder o medo de fazer alguns movimentos que possam causar dor. "Tenho que tirar o medo que fica de correr em curva. Isso logo eu estarei fazendo", afirma.

O atleta crê que falta muito pouco para curar completamente o joelho. "A lesão está 90% curada. Ainda sinto um pouquinho de dor quando corro, mas os médicos disseram que é normal e que agora é só recuperar, voltar a correr, fazer os movimentos que a gente costuma fazer nos jogos. Isso vai ser um pouco mais para frente, mas vou ficar 100% e voltar o ano que vem", entusiasma-se.

Para voltar a jogar futebol, o meia espera contar com o apoio do torcedor atleticano, como aconteceu em 2005 antes do atleta se machucar. “Espero que o torcedor continue torcendo por mim como vinha fazendo. Isos foi muito importante para mim e para minha carreira este ano. Quero voltar com tudo no ano que vem, dando muita alegria, porque é isso que o torcedor do Atlético merece”, finaliza.



Últimas Notícias

Notícias

Já faz um ano….

Neste dia 04 de março faz exatamente um ano que o torcedor atleticano viu o Furacão de perto, ao vivo e em cores dentro da…