10 nov 2005 - 11h05

Manchetes atleticanas desta quinta-feira

Atlético monta time para surpreender
Muito perto de conquistar o último objetivo do ano – uma vaga à Copa Sul -Americana -, o Atlético tenta acabar com a síndrome de “time pijama” no Campeonato Brasileiro. Se em casa, o Rubro-Negro é quase imbatível, quando entra no avião, a coisa muda de história. Nos 18 jogos do Furacão longe da Baixada pelo Nacional, foram 12 derrotas, dois empates e quatro vitórias. Assim, a meta é reverter esse quadro contra Goiás e Cruzeiro, os próximos adversários na competição.

 

Todos querem Dagoberto
O Palmeiras dá como certa a ida de Dagoberto para o Palestra Itália em 2006. O Atlético garante que é mentira e que o jogador ficará na Arena por mais um ano. Mas a onda de boatos envolvendo o craque ganhará mais um capítulo hoje, quando representantes da Massa Sports, empresa que cuida da carreira da atacante, vão a São Paulo.

 

Timão pode levar Marcão e Diego do Atlético-PR
O técnico Antônio Lopes, ex-Atlético-PR e atualmente no Corinthians, estaria interessado em levar o lateral-esquerdo Marcão e o goleiro Diego para o time paulista no próximo ano. O Timão já está com a vaga para a Libertadores 2006 garantida e por isso o treinador está pensando em reforços.

 

Dagoberto pode pegar 13 jogos de gancho
O atacante Dagoberto poderá ser punido com 13 jogos de suspensão. O jogador será julgado amanhã no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pela expulsão no jogo com o Paraná Clube, em 30 de outubro. Na ocasião, ele recebeu o segundo cartão amarelo no mesmo jogo depois de sofrer um pênalti. Na visão do árbitro Márcio Rezende de Freitas, o atleta tentou simular a falta e merecia ser punido. Por isso, ele foi indiciado no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê punição de um a três jogos e se refere a “praticar ato desleal ou inconveniente durante a partida”.

 

Finazzi se sente em casa contra o Goiás
Com os desfalques de Dagoberto e Aloísio, Finazzi está confirmado entre os titulares do Atlético-PR para enfrentar o Goiás neste domingo, no estádio Serra Dourada, em Goiânia. O confronto é muito aguardado pelo jogador, que guarda boas lembranças do local da partida.

 

Evaristo quer trabalhar no Atlético em 2006
O Atlético já vai começar o ano de 2006 melhor do que começou 2005. No começo da temporada, o time não tinha um treinador, não conseguia se acertar e teve que apostar em dois incompetentes- Casemiro Mior e Edinho Nazareth-, antes de acertar o passo com o Antônio Lopes, que acabou saindo por receber uma proposta irrecusável do Corinthians e foi embora. Dessa vez, o técnico Evaristo de Macedo já avisou que não pretende sair, que está motivado para buscar grandes títulos no ano que vem e que só sai se a diretoria não quiser mais ele na Baixada. “Estou muito bem aqui. Qualquer um gostaria de estar no meu lugar. Então, não tenho porque pensar em sair”, diz o treinador, no alto dos seus 72 anos.

 


Últimas Notícias

Notícias

Já faz um ano….

Neste dia 04 de março faz exatamente um ano que o torcedor atleticano viu o Furacão de perto, ao vivo e em cores dentro da…