11 nov 2005 - 11h30

Folha de S.Paulo destaca importância de Finazzi

A Folha de S.Paulo publicou na edição desta sexta-feira uma reportagem sobre a influência de jogadores contratados durante o andamento do Campeonato Brasileiro na campanha de seus novos clubes. A matéria "Reforços de última hora fazem sucesso no Campeonato Brasileiro", assinada pelo jornalista Paulo Cobos, destaca especialmente as ótimas campanhas de Corinthians, Inter, Fluminense, São Paulo e Atlético no segundo turno do Brasileirão.

De acordo com a teoria da Folha, o aumento da produtividade dessas equipes se deu em boa parte pela chegada de jogadores que foram decisivos nas vitórias obtidas na segunda metade da competição. Cobos destaca cinco jogadores em especial: Nilmar (Corinthians), Rentería (Inter), Petkovic (Fluminense), Amoroso (São Paulo) e Finazzi (Atlético). O jogador rubro-negro é o único que não veio do exterior – ele estava atuando no Paulista, de Jundiaí.

Confira o trecho da reportagem que fala sobre Finazzi, que é responsável por melhorar a média de gols do Furacão em impressionantes 182%:

Reforços de última hora fazem sucesso no Campeonato Brasileiro
por Paulo Cobos, da Folha de S.Paulo

O corintiano Nilmar, o colorado Rentería, o tricolor carioca Petkovic, o são-paulino Amoroso e o atleticano Finazzi entraram bem e ainda fizeram os companheiros que estavam há mais tempo nesses clubes jogarem melhor.

O maior efeito disso está na média de gols marcados. Exemplo mais claro é o que acontece com o Atlético-PR. Nos jogos em que escalou Finazzi, o time paranaense tem uma média de tentos 182% superior em relação ao jogos que não teve ele nos gramados. O atacante marcou 11 vezes e já é o vice-artilheiro do clube.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…