11 nov 2005 - 14h51

Marín não deve permanecer no Atlético em 2006

O lateral-esquerda Marín não deve continuar no Atlético na temporada de 2006. De acordo com a imprensa boliviana, o jogador deve retornar ao Jorge Wilstermann, que detém seus direitos federativos, e de lá seguir para alguma equipe mexicana ou dos Estados Unidos. O contrato do colombiano com o Furacão se encerra no dia 31 de dezembro e o Atlético já comunicou que não pretende exercer a opção de aquisição dos direitos do atleta.

Vladimir Marín chegou ao Atlético no início do ano, como um dos grandes reforços do time para a disputa da Copa Libertadores da América. O jogador, que iniciou a carreira no Deportivo Rionegro, da Colômbia, teve grande destaque em 2004, quando ajudou o Wilstermann a fazer boa campanha na Libertadores.

Ídolo da torcida na Bolívia, no Atlético ele não teve o mesmo bom desempenho. Depois de ter uma boa seqüência de jogos como titular no Paranaense e na Libertadores, perdeu lugar no time com a mudança na formação tática da equipe, que voltou a atuar no 4-4-2, com Marcão assumindo a lateral-esquerda e colocando o colombiano no banco de reservas. Em 25 jogos com a camisa atleticana, Marín marcou apenas três gols, dois no Paranaense (ambos contra o Londrina) e um na Libertadores (contra o América de Cali). No Brasileiro deste ano, atuou em apenas oito jogos, sete como titular.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Gol de Matosas

É verdadeiramente impossível descrever o que se sente na primeira vez em que se entra em um estádio de futebol lotado, sobretudo quando se vive…

Brasileiro

Derrota em Porto Alegre

O Furacão fez boa partida, principalmente na primeira etapa, mas não reverteu em gols as chances e sofreu o castigo fatal aos 31 da etapa…

Ao Sol e à Sombra

Alex Mineiro

Parecia o caso de um jogador que seria lembrado como coadjuvante de uma equipe imparável. Um carregador de piano, invisível aos olhos dos leigos, que…